16.03.2020  /  9:36

Documentário eco-friendly produzido por Gisele Bündchen tem estreia adiada. Adivinha o motivo?

Gisele Bündchen || Créditos: Reprodução

Por causa da pandemia de Covid-19, o début de Gisele Bündchen como produtora-executiva de cinema subiu no telhado. É que um documentário eco-friendly produzido pela brasileira que seria lançado na próxima edição do TriBeCa Film Festival, que estava programada para acontecer entre os dias 15 e 26 de abril em Nova York, teve sua estreia postergada junto com o mega-evento, uma vez que seus organizadores optaram na última quinta-feira por adiar o encontro cinematográfico e evitar a propagação do coronavírus na Big Apple, onde até agora 315 pessoas testaram positivo para a doença.

A produção é questão é “Kiss the Ground”, um doc sobre a ameaça de desertificação nos solos dos principais países produtores de alimentos do mundo, algo que poderá levá-los à infertilidade em no máximo seis décadas, de acordo com cientistas. Ativista da causa verde, Bündchen é a produtora-executiva do filme junto com o ator Ian Somerhalder, o cantor Julian Lennon, a jornalista Laurie Benenson e os bilionários Craig McCaw e John Paul DeJoria. A Embaixadora da ONU pelo Meio Ambiente também aparece no longa, sua primeira investida na telona, que é narrado por Woody Harrelson, assim como Tom Brady, seu marido, e o casal Patricia e David Arquette.

Os responsáveis pelo TriBeCa, que até hoje só tinha adiado apenas uma de suas edições (a de 2002, por causa dos atentados de 11 de Setembro do ano anterior), ainda não definiram uma nova data para a realização do festival de cinema. Mas tudo indica que até julho as coisas serão resolvidas, e portanto a tempo das celebrações especiais que Bündchen pretende organizar pelo seu aniversário de 40 anos. Entre outras coisas, a top das tops já avisou que planeja plantar 40 mil árvores no Brasil de uma só vez para comemorar a nova idade (por meio de sua fundação, a Água Limpa, ela já plantou mais ou menos isso ao longo da vida). (Por Anderson Antunes)