09.01.2019  /  11:03

Não teve pra ninguém: livro de memórias de Michelle Obama foi o mais vendido nos EUA em 2018

Michelle Obama || Créditos: Getty Images

Apesar de ter sido lançado em novembro, o livro de memórias “Becoming”, de Michelle Obama, já pode ser considerado oficialmente como o maior bestseller de todo o ano de 2018 nos Estados Unidos. No total, a obra assinada pela ex-primeira-dama do país teve 3,4 milhões de cópias comercializadas por lá, das quais 712 mil foram vendidas só na semana que antecedeu o Natal.

Traduzinho em cifras, isso significa que “Becoming” movimentou perto de US$ 75 milhões (R$ 277,5 milhões) em receitas durante um intervalo de apenas dois meses, quantia suficiente para cobrir os US$ 30 milhões (R$ 111 milhões) que Michelle recebeu da editora americana Penguin Random House para escrever sobre seus anos de Casa Branca.

A propósito, o bombástico “Fire and Fury”, do jornalista Michael Wolff, no qual ele detalha o atrapalhado começo de governo de Donald Trump, foi apenas o quinto maior bestseller dos EUA em 2018, com pouco mais de um milhão de cópias vendidas. Já o suspense “The President Is Missing”, co-escrito pelo ex-presidente Bill Clinton junto com James Patterson, terminou o ano como o décimo entre os mais mais e 703 mil cópias vendidas. (Por Anderson Antunes)

“Becoming” movimentou mais de R$ 277 milhões em dois meses || Créditos: Getty Images