06.11.2014  /  8:16

Nachtergaele sobre Joãosinho Trinta: “Um dos maiores encenadores da nossa história”

 

Matheus Nachtergaele revive Joãosinho Trinta nos cinemas

Bailarino do Teatro Municipal do Rio, cenógrafo, figurinista, artistas plástico e carnavalesco, Joãosinho Trinta vai voltar à vida nos cinemas. Com atuação irretocável de Matheus Nachtergaele, “Trinta” acompanha a trajetória de jovem recém-chegado ao Rio de Janeiro, vindo da cidade natal São Luis, até produzir o seu primeiro desfile, como carnavalesco na escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, há 40 anos.

“Foi uma honra. Eu, como homem que vem do teatro, sempre admirei o Joãosinho. Acho ele um dos maiores encenadores da nossa história. Ele trouxe ao do Teatro Municipal o conhecimento teatral, que depois injetou no Carnaval. Ele modificou o Carnaval de uma maneira definitiva”, disse Matheus, em conversa exclusiva com o Glamurama.

O ator revelou ainda que teve a oportunidade de conhecer pessoalmente Joãosinho, em 2011, quando já usava cadeira de rodas, em um jantar, após a exibição do documentário “A Raça Síntese de Joãosinho Trinta”, também do diretor Paulo Machline. “Estive com ele um pouco antes de sua morte. Ele sabia que eu ia fazer o personagem e aprovava totalmente. Ele me contou como foi vir do Maranhão, como foi ter nascido em uma casa humilde. Ele nunca parou de batalhar. Não teve momento de aburguesamento. Sempre esteve no fio da navalha. Até o final da vida. Lembro que ele tinha um olhar de criança, um olhar inquieto, entre alegre e assustado, mesmo na cadeira de rodas. Me chamou muito a atenção”.

O resultado do filme faria Joãosinho feliz? “Espero que sim! É um filme realmente homenageoso. Não é um filme de fofocagem. É a ideia do biografado como um herói na sua área e na sua arte. Todo brasileiro ama o Carnaval, assim como todo brasileiro ama o Joãosinho”.

Já o diretor, e também ator no longa, Paulo Machline explicou que queria contar o momento exato em que ele deixou de ser o João Jorge Trinta e passou a ser o Joãosinho Trinta. “Para mim, esse filme faz a transição do mundo erudito para o mundo popular. E isso que me interessava, um João que ninguém imaginava que era assim”.

“Trinta”, que traz no elenco Paulo Tiefenthaler, Paolla Oliveira, Milhem Cortaz, Fabrício Boliveira, Mariana Nunes, Vinicius de Oliveira e Marco Ricca, estreia dia 13 de novembro em todo o país. (Por Denise Meira do Amaral)