17.10.2017  /  12:36

Museu dedicado a Yves Saint Laurent abre as portas nesta quinta em Marrakech

Museu dedicado a Yves Saint Laurent em Marrakech, Marrocos || Créditos: Divulgação

Foi em 1966 que Yves Saint Laurent pisou pela primeira vez em Marrakech e, desde então, a “cidade vermelha” se tornou uma das grandes referências de sua vida criativa e destino frequente do estilista até sua morte, em 2008. Na década de 1980, Saint Laurent comprou o icônico Jardin Majorelle, mantido atualmente pela Fundação Pierre Bergé-Yves Saint Laurent e que recebe milhares de visitantes todos os anos.

Mais de 50 anos se passaram e agora o estilista francês  ganha um museu totalmente dedicado a ele na cidade marroquina que tanto amava. Projetado pelo Studio KO, a construção de 4 mil m² vai abrigar mostra permanente do estilista, assim como uma biblioteca com mais de 6 mil livros, um auditório e um café. O auditório receberá performances e recitais, assim como conferências, exibição de filmes e leituras. Já o café, servirá bebidas típicas marroquinas e delícias francesas. Localizado na rua Yves Saint Laurent, o museu abre as portas ao público nesta quinta-feira. A parte externa do prédio foi trabalhada para evocar a trama de um tecido, enquanto seu interior o revestimento de uma jaqueta de alta-costura aveludada.

Simultaneamente, em Paris, a Fundação Pierre Bergé-Yves Saint Laurent, que fica no antigo QG da marca, Avenue Marceau, reabre com a exposição “Yves Saint Laurent’s Imaginary Asia”. No total, os dois museus vão reunir coleção com mais de 5 mil roupas e 15 mil acessórios de alta-costura. Além disso, o museu de Marrakech vai expor milhares de croquis feito pelo estilista e fotos que marcaram a história da marca.