05.03.2018  /  13:46

Muito além de Harvey Weinstein e estatuetas: saiba o outro assunto que bombou nos bastidores do Oscar

Anne Hearst e o marido, Jay McInerney || Créditos: Getty Images

Além das fofocas de sempre – incluindo tudo relativo ao escândalo Harvey Weinstein e suas consequências, of course, – um dos principais assuntos entre os frequentadores da cerimônia do Oscar nesse domingo foi o roubo do qual a socialite Anne Hearst e seu marido, o escritor e roteirista Jay McInerney, foram vítimas na última quinta-feira, momentos depois de desembarcarem em Los Angeles para marcar presença nas festividades em torno da grande noite de Hollywood, que em sua edição deste ano prometia mais do que nunca.

Hospedados no Beverly Wilshire, um dos hotéis mais chiques de lá, os dois fizeram o check-in e em seguida saíram para jantar com a amiga Pamela Levy, fundadora da Juicy Couture, no badalado restaurante Matsuhisa. O problema é que, entre um Mojito e outro, Anne não se deu conta quando um gatuno passou pela mesa onde eles estavam e surrupiou a bolsa Louis Vuitton dela, que continha a chave magnética do hotel, seu nome e o número do quarto que ocupou com Jay.

Polícia acionada, todos seguiram de volta para o hotel, mas já era tarde. Os ladrões – ao que tudo indica, dois homens – levaram as malas Louis Vuitton do casal, além de dois pares de sapatos Chanel novinhos em folha de Anne, e avaliados em US$ 20 mil (R$ 65,2 mil), porém deixaram para trás o laptop de Jay, que estava aberto em cima de uma mesa e continha a maior parte de um livro que ele está escrevendo. Já as joias dela estavam devidamente guardadas no cofre.

O crime chama atenção pelo bom gosto do bandidos, que levaram só os itens de marcas caras que avistaram, sem falar que tudo indica que eles entraram tanto no Matsuhisa quanto no Beverly Wilshire sem maiores problemas, apesar de ambos os hotspots serem super restritivos em relação ao público que atraem. Profissional de renome, Jay já teve vários de seus trabalhos adaptados para o cinema e para a TV. Já Anne, como o nome indica, é descendente de William Randolph Hearst, um dos maiores magnatas da história dos Estados Unidos e inspiração mor do clássico dos clássicos “Cidadão Kane”, indicado a nove Oscars em 1941. (Por Anderson Antunes)