24.02.2020  /  9:44

Kirk Douglas deixou a maior parte de sua fortuna de mais de R$ 350 milhões para a caridade

Kirk Douglas || Créditos: Reprodução

Morto no último dia 5 de causas naturais, aos 103 anos, Kirk Douglas determinou em seu testamento que a maior parte de sua fortuna deveria ir para a Douglas Foundation, a fundação filantrópica que ele fundou há quase seis décadas. Estima-se que o centenário protagonista de “Spartacus” tenha acumulado algo em torno de US$ 80 milhões (R$ 351,4 milhões) em seus anos de ouro em Hollywood, em valores corrigidos pela inflação, e inúmeros dos filmes dele também lhe rendiam algumas centenas de milhares de dólares a cada ano pelos direitos de imagem, que na terra do cinema são pagos religiosamente e hoje em dia sustentam muitos astros e estrelas do passado.

A Douglas Foundation foi fundada em 1964 por Douglas e sua viúva, Anne Beydens Douglas, que também foi atriz e está com 100 anos. A entidade é uma das maiores doadoras de recursos para Children’s Hospital of Los Angeles, um hospital infantil de Los Angeles, e também mantém um centro de apoio dentro da St. Lawrence University de Nova York através do qual distribui bolsas de estudos para jovens sem recurso, além de um teatro – o Kirk Douglas Theater – na cidade de Culver City, que fica na Califórnia.

Os filhos de Douglas – Joel, e Peter e, o mais famoso do trio, Michael Douglas – deverão receber pelo menos US$ 10 milhões (R$ 43.9 milhões) no total. O último, que construiu sua própria carreira sólida na telona, é o que menos precisa de dinheiro, já que tem um patrimônio pessoal estimado em US$ 300 milhões (R$ 1,32 bilhão). Os outros dois não são tão ricos e nem tão bem sucedidos, mas também têm carreiras estáveis (Joel é produtor de filmes e Peter, de televisão). Douglas tinha um quarto filho, Eric, que morreu de overdose acidental em 1994, em NY. Eric nunca se casou ou teve filhos, e portanto não deixou herdeiros. (Por Anderson Antunes)