28.11.2019  /  10:12

Modelo e ator taiwanês morto em reality show foi primeiro asiático a estrelar campanha da Louis Vuitton

Godfrey Gao || Créditos: Reprodução

O morte do modelo e ator taiwanês-canadense Godfrey Gao, anunciada nessa quarta-feira, gerou uma comoção virtual poucas vezes vista que envolve milhões de usuários na maior rede social da China, o site Weibo. Gao, que tinha 35 anos, sofreu uma morte súbita cardíaca enquanto filmava no país asiático um reality show nos moldes de “No Limite” e intitulado “Zhui Wo Ba” (ou “Persiga-me”, em tradução livre), e participava havia mais de 17 horas de uma prova física da atração e teria dito que “não conseguia mais continuar” antes de cair desmaiado.

Entre os internautas de lá a principal queixa é que os produtores do programa extrapolaram os limites daquilo que pode ser aceito ou não só para garantir bons números de audiência, mas a JetStar Entertainment, que produz o reality show, afirmou que tudo não passou de uma fatalidade e ainda garantiu que prestou todo o atendimento necessário a Gao, que chegou a ser levado a um hospital mas não resistiu. Famosos como Harry Shum Jr. e Ken Kirby lamentaram a tragédia no Twitter e no Instagram, respectivamente.

Natural de Taiwan, Gao imigrou com os pais para o Canadá quando era criança, mas retornou à terra natal há alguns para começar uma carreira artística por lá. Com grandes produções no currículo, sendo a mais famosa o longa “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”, de 2013, ele também fez história em 2011 ao se tornar o primeiro homem asiático a estrelar uma campanha da Louis Vuitton. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, os posts de Shum Jr. e Kirby sobre Gao nas redes sociais:

https://www.instagram.com/mrkenkirby/?utm_source=ig_embed