Morre, aos 99 anos, o banqueiro Aloysio de Andrade Faria, fundador do Banco Real

15.09.2020  /  14:27

Aloysio de Andrade Faria || Crédito: Reprodução/ TV Globo

O banqueiro Aloysio de Andrade Faria morreu nesta terça-feira (15), aos 99 anos. O fundador do Banco Real era um dos homens mais ricos do Brasil, com fortuna estimada em US$ 1,7 bilhão, cerca de R$ 9 bilhões, e o bilionário mais velho do mundo. Com uma carreira de mais de 80 anos de vida empresarial, ele construiu um conglomerado de empresas de enorme sucesso como os hotéis Transamérica, emissoras de rádio, a fabricante Águas da Prata, sorvetes La Basque e a loja de materiais de construção C&C. Em 1998, vendeu o ABN AMRO e em seguida montou o Banco Alfa, em que dava expediente. Faria, que completaria 100 anos em novembro, morreu de causas naturais em sua fazenda no interior de São Paulo. Ele deixa as filhas Lúcia, Junia, Flávia, Cláudia e Eliana. O enterro ocorrerá hoje à tarde em cerimônia reservada à família. (Giorgia Cavicchioli)