08.11.2016  /  13:36

Moraes Moreira lança livro de poemas para comemorar seus 70 anos

Marcos Hermes
Livro de Moraes Moreira faz parte das comemorações de seus 70 anos || Crédito: Marcos Hermes

“O livro se chama ‘Poeta não tem idade’ e resume bem o que ele é”, disse Moraes Moreira ao Glamurama sobre sua mais nova obra de poesias. Com lançamento e sessão de autógrafos marcados para esta quarta-feira na Livraria Argumento, no Leblon, oito meses antes de Moraes completar 70 anos, o livro aborda temas como infância, início da carreira, Tom Zé e Novos Baianos, até chegar a seus netos.

“Nem todo mundo sabe, mas o Tom Zé foi meu mestre no começo da minha carreira. Antes de vir para o Rio com os Novos Baianos, ele foi meu professor de violão na Bahia, em 1967. Ele me deu aula de graça porque não tinha como pagar na época (risos). E foi ele também que me apresentou o Galvão, dos Novos Baianos. E então começamos a fazer música. Esse foi o núcleo inicial dos Novos Baianos”, disse o autor, que revelou que Tom Zé ganhará um poema no terceiro caderno, dedicado a homenagens de personalidades como Machado de Assis, Guimarães Rosas, Carlos Drummond de Andrade e Luiz Gonzaga.

“Poeta não tem idade” é dividido em quatro partes, ou cadernos, como ele prefere dizer. O primeiro se chama “De cantor para cantador”. “Ele é dedicado ao cordel, com seus rigores e sílabas contadas”, explica. O segundo, “Di-verso”, traz poesias livres. Já o terceiro, “Nome dos Nomes”, é o que homenageia grandes nomes para Moreira. O último, chamado “Família”, reúne poesias para os netos – ele tem três -, sobre sua casa na Gávea e até mesmo sobre sua cachorrinha, a bulldog francês chamada Filó.

a
Capa do livro “Poeta não tem idade” || Crédito: Divulgação

O grupo Novos Baianos ganha uma homenagem no poema “Pelo Brasil”. “Vou ler um pedacinho para você ter uma ideia”, disse Moraes Moreira ao telefone. “Eu vou fazer meus cálculos e saber em quantos palcos cantando estive em ação / Desde os 19 anos, formando os Novos Baianos com meu parceiro Galvão / Eu digo não há quem durma com o barulho que a turma provocou naquela hora / O que rolou nos 70 até hoje se comenta e a juventude adora. Anotou? Como é cordel, os versos são todos definidinhos”.

O livro é somente uma parte da série de comemorações que o cantor e compositor planeja para seus 70 anos, a ser completos em julho de 2017. “Estou vivendo a alvorada dos 70. A alvorada é uma anunciação, acontece sempre antes da festa. E eu estou bem animado. O livro abre com um poema que se chama exatamente ‘Alvorada'”. Ele revelou que ainda planeja um grande show para a data, com cantores diversos com o nome ‘Alvorada dos 70’. Para quem não se lembra, Moreira está também rodando o país com a turnê dos Novos Baianos, que após 17 anos decidiram se reencontrar.

Esse é o segundo livro de poesias de M0raes Moreira. O primeiro, “A história dos Novos Baianos e outros versos”, foi lançado em 2008. Abaixo, assista ao clipe resultado do poema feito a Tom Zé chamado “Obrigado Tom Zé”. (Por Denise Meira do Amaral)