Pelo fim das piadinhas, Fucking - na Áustria - agora será Fugging
Pelo fim das piadinhas, Fucking – na Áustria – agora será Fugging || Créditos: Reprodução

Moradores de vilarejo austríaco de nome controverso conquistam o direito de rebatizá-lo. Entenda!

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
Pelo fim das piadinhas, Fucking - na Áustria - agora será Fugging
Pelo fim das piadinhas, Fucking – na Áustria – agora será Fugging || Créditos: Reprodução

Depois de muito bullying praticado por turistas e vizinhos, os residentes de uma vila na Áustria chamada Fucking finalmente conquistaram o direito de mudar o nome da localidade para o mais inocente Fugging. Fundada em 1070 por um fidalgo da Bavária que atendia por Focko, a tal vila onde vivem apenas 104 pessoas se tornou Fugkhing em 1532 e acabou virando a Fucking dos dias de hoje a partir do século 18.

Durante muito tempo, ninguém fez a ligação entre a coincidência com o conhecido palavrão da língua inglesa (e que dispensa tradução, of course), já que no idioma germânico das origens de Fugging o sufixo “ing” indicava “pessoas de algum lugar” – nesse caso, “as pessoas da terra de Focko, o nobre”.

O problema é que, com o advento das redes sociais, muitos viajantes davam pivô lá só para tirar fotos ao lado de placas em que o antigo Fucking aparecia, por pura zoeira, alguns até roubando sinais de rua para tê-los como souvenirs. E esse movimento acabou transformando a vida dos “fugginers” em um verdadeiro inferno, razão pela qual eles se reuniram recentemente a fim de votar pela renomeação.

Prefeita de Tarsdorf, a municipalidade austríaca da qual Fugging faz parte, Andrea Holzner disse em entrevista ao jornal local “Oberoesterreichische Nachrichten” que nenhum deles aguentava mais as brincadeiras. “Não quero nem pronunciar mais aquela palavra, já fomos muitos assediados pelo público e pela mídia”, queixou-se a política. (Por Anderson Antunes)