Táxi aereo
Divulgação

Táxis aéreos serão lançados em 2022 e mercado deve valer R$ 1,5 trilhão até 2040

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Parece que o universo de “Blade Runner”, filme de Ridley Scott, está mais próximo do que parece. Os primeiros táxis aéreos, também conhecidos como mobilidade aérea urbana autônoma (UAM), estão planejados para serem lançados ainda este ano. Um estudo da Frost & Sullivan vê os táxis aéreos começando em 2022 em Dubai e se expandindo com uma taxa de crescimento anual de 46% para chegar a mais de 430 mil unidades em operação até 2040. O mercado deve valer R$ 1,5 trilhão globalmente até 2040, de acordo com estudo da Morgan Stanley Research. 

Pelo menos 20 empresas estão ativas no mercado, incluindo startups e grandes marcas – Boeing, Airbus, General Motors, Daimler, Hyundai e Toyota estão desenvolvendo protótipos funcionais para táxis aéreos. Recentemente, a Vertical Aerospace, que projeta e constrói aeronaves com energia elétrica de decolagem e pouso vertical zero carbono, listaram na Bolsa de Valores de Nova York por meio de uma Spac (empresa de aquisição de propósito específico), confirmando sua entrada no setor. A empresa visa superar a concorrência, mantendo um piloto a bordo de seus veículos, o que pode acelerar a aprovação regulatória. Sua aeronave, a VX4, conseguirá voar com quatro passageiros a 200 mph (mais de 300 km por hora), por custos que são “comparáveis ​​aos de um táxi” com as primeiras unidades a serem entregues em 2022.

Você também pode gostar