Meghan e Harry
Foto: Rosa Woods – Pool/Getty Images

Meghan e Harry retornam aos EUA em clima de ‘derrota’ depois de serem vaiados no Reino Unido

17 Compartilhamentos
17
0
0
0
0

Meghan Markle e o príncipe Harry retornaram aos Estados Unidos antes dos últimos eventos oficiais que marcaram a celebração do Jubileu de Platina de Elizabeth II, na última semana, e que culminou com a aparição surpresa da rainha da Inglaterra na sacada do Palácio de Bukcingham no fim da tarde desse domingo, quando já era noite no Brasil.

À essa altura, a duquesa e o duque de Sussex já tinham embarcado em um jatinho que os aguardava no Farnborough Airport, nos arredores de Londres, rumo à Califórnia, onde vivem há quase dois anos.

Quem acompanhou o movimento dos dois nos bastidores garante que Meghan e Harry ficaram bastante abalados com as vaias que receberam na sexta-feira passada, quando marcaram presença em uma missa realização na Catedral de St. Paul, na capital inglesa, em homenagem aos 70 anos de reinado que a avó dele completou no começo de fevereiro. Ao que parece, eles esperavam justamente o oposto do público, o que lhes seria útil por uma questão de imagem.

A boa notícia é que os Sussexes finalmente tiveram a chance de apresentar sua caçula, Lilibet Diana, para Sua Majestade, o que aconteceu ainda na sexta, a portas fechadas e sem a presença de fotógrafos, no Castelo de Windsor, para onde a bisavó da pequena se mudou ainda no começo da pandemia já com planos de tornar a fortaleza medieval sua última residência oficial.

Dito isso, todos os parentes e assessores mais próximos de Elizabeth II entenderam que sua pequena participação nas comemorações por suas sete décadas de reinado foram, de certa forma, um “aviso” dela para a turma e também para seus súditos que a segunda Era Elisabetana está próxima do fim, uma vez que a saúde de sua “protagonista” de 96 anos vai aos poucos se deteriorando e a impedindo de cumprir algumas de suas funções.

Você também pode gostar