Clare Brown
Foto: Reprodução/News 9

Jovem é impedida de herdar R$ 62 milhões por não arrumar emprego

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Clare Brown, uma jovem australiana, herdou US$ 12 milhões (cerca de R$ 62 milhões), mas ainda não pôde colocar a mão no dinheiro por não cumprir duas cláusulas presentes no testamento de seu falecido pai. As condições incluem arrumar um emprego e ajudar a sociedade de alguma forma.

A jovem revelou ao programa A Current Affair, da emissora australiana 9 News, que está há anos desempregada devido a problemas de saúde. Brown foi diagnosticada com transtorno de déficit de atenção/ hiperatividade (TDAH) e com grau severo de autismo.

O pai da jovem faleceu em janeiro deste ano, deixando a fortuna de US$ 12 milhões. No entanto, em seu testamento, pediu que a quantia fosse liberada somente com o cumprimento das cláusulas.

“Quero o que é meu por direito. Estou sofrendo”, disse a jovem no programa australiano, na terça (21).

Atualmente, Clare sobrevive com o salário que a esposa Lauren recebe. As duas vivem com a filha de 1 ano no oeste de Sidney. Levam um estilo de vida bem diferente do que ela tinha antes, já que cresceu no lado rico da cidade e frequentou uma das escolas mais prestigiadas da cidade.

“Eu entendo por que as pessoas queiram que eu seja um membro funcional da sociedade, no entanto, é preciso olhar para meu diagnóstico e perceber que não vai acontecer”, afirmou Clare Brown.

A herdeira chegou a trabalhar para a ONG Autism Australia e em outro lugar, onde atuou menos de uma hora como barista.

Mas Ruth Barr, a madrasta de Clare, revelou que a enteada não trabalha porque “odeia multidões, não consegue se concentrar e as pessoas a odeiam porque ela é gay”. A madrasta acrescentou ainda que, se alguém disser que Clare está bem, será uma “grande mentira”. “Ela não tem dinheiro”, completa.

Você também pode gostar