Alexandre Soares
Foto: Pedro Guida

Filantropo que fez a diferença na defesa dos animais no Brasil recebe Medalha Mérito Legislativo

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

O paulistano Alexandre Soares dedica-se à filantropia desde 2010 e, em 2015, se aposentou dos negócios para focar exclusivamente em causas sociais. Fundador e mantenedor da Associação Patas Para Você, ele tem a proteção dos animais como um dos pilares mais relevantes na sua jornada.

Seu trabalho em prol dos bichinhos inclui a recente contribuição para a  aprovação da Lei Sansão (que aumentou a pena para maus-tratos a cães e gatos) e a idealização e implantação do IMVL (Instituto Médico Veterinário Legal) no Brasil. Tais ações levaram Soares a ser o escolhido para receber a Medalha Mérito Legislativo, honraria que foi entregue na manhã desta quarta-feira (24.11), em Brasília.

Alexandre Soares | Foto: Divulgação

Mérito Legislativo

A Medalha Mérito Legislativo foi criada em 1983 e, há quase 40 anos, destina-se a condecorar, anualmente, autoridades, personalidades, instituições ou entidades, campanhas, programas ou movimentos de cunho social, civil ou militar – nacionais ou estrangeiros – que tenham prestado serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Brasil. Neste ano, 20 pessoas, representando 2020 (que não teve a cerimônia devido à pandemia de Covid-19) e 2021, receberam tal honraria. “Foi super emocionante poder viver esse momento, não só pela honraria em si, mas também por estar junto com nomes como os dos outros agraciados”, contou Alexandre ao GLMRM. “É indescritível a sensação de fazer parte desse grupo de homenageados tão importantes e, também, por quem foi oferecido a medalha, o Deputado Fred Costa, que luta muito pela causa animal, inclusive em parceria com nosso instituto”., comemora.

Entre as pessoas que foram homenageados também estão Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco; o presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira, Julio Cals de Alencar, o educador e filósofo Paulo Freire (*in memorian), e o fotógrafo Sebastião Salgado

Foto: Divulgação/Taisa Campos

Patas Para Você

O mérito oferecido a Alexandre Soares é facilmente justificável: depois de ser um dos principais mantenedores de instituições protetoras dos animais, em 2020 ele decidiu que precisava fazer mais e resolveu criar, na capital paulista, a Patas Para Você – associação beneficente, assistencial e sem fins lucrativos de proteção aos animais. O trabalho realizado por lá é algo inédito no Brasil porque funciona como suporte de extrema importância, inclusive aos protetores, oferecendo tratamento especial aos animais mais necessitados. Cada procedimento cirúrgico envolve os melhores tipos de exames veterinários e os profissionais mais qualificados do mercado. 
 
Em apenas um ano, a instituição já marcou sua história, apadrinhando, de forma vitalícia, o cachorro Sansão, um pitbull de dois anos que foi vítima de tortura e teve as duas patas traseiras decepadas a golpes de foice pelos vizinhos, em Confins (MG). O cão passou a receber estrutura completa para o tratamento da amputação, incluindo exames, medicamentos, fisioterapia e tratos especiais. Foi aí que teve início a batalha de Soares para endurecer as penas para crimes contra animais.

Em setembro do ano passado, a Lei Sansão (14.064/20), de autoria do deputado federal Fred Costa (Patriotas/MG),  foi sancionada. A lei aumenta a pena para dois a cinco anos de prisão para quem pratica ato de abuso, maus-tratos, fere ou mutila animais. O nome da lei – Lei Sansão – também foi obras de Alexandre Soares, que quis homenagear o cachorro apadrinhado de Confins. O empresário foi responsável por uma campanha nas redes sociais com participações de famosos para que a lei ganhasse este nome. 

Divulgação


Resgate e assistência

Ainda em 2020, a associação patrocinou uma equipe de 15  profissionais, entre eles quatro médicos veterinários, para atuar no resgate e assistência aos animais  no Pantanal durante as queimadas que ocorreram no mês de setembro. Já em 2021, entre seus principais projetos estão o suporte ao Hospital Público Veterinário de Belo Horizonte, com doação de uma ambulância; e a idealização, financiamento e  implantação do primeiro IMVL (Instituto Médico Veterinário Legal) no Brasil, também em Belo Horizonte. Ambas instalações resultam de parceria com a Prefeitura Municipal da cidade.  

Instituto Médico Veterinário Legal

Para que a Lei Sansão seja realmente cumprida, é necessário que a corporação de polícia tenha assessoria técnica, principalmente de médicos veterinários, para que haja a caracterização dos fatos e  análise de provas como lesões corporais, intoxicações etc. 

A criação de um Instituto Médico Legal para animal é um marco da causa no Brasil. Segundo dados da última pesquisa do IBGE, feita em 2018, o nosso País é o segundo no mundo em número de animais de estimação, com mais cães e gatos do que crianças nos lares brasileiros. Apesar disso, nunca teve um instituto para cuidar da avaliação e julgamento das causas criminais relacionadas aos animais. Agora, a proposta do filantropo Alexandre Soares é expandir o IMVL para outras cidades brasileiras.

Você também pode gostar