Publicidade
Gina Champion-Cain
Reprodução

Ela já foi uma das mulheres mais conhecidas e admiradas como líder empresarial de San Diego, a rica cidade da Califórnia repleta de estudantes e aposentados. Mas desde março do ano passado, a vida de Gina Champion-Cain tomou um rumo completamente diferente.

Condenada por orquestrar um esquema de pirâmidade financeira que gerou prejuízos estimados em mais de US$ 400 milhões (R$ 2,2 bilhões), Champion, que chegou na Califórnia em 1987 vinda do estado americano do Michigan, vai passar os próximos 15 anos atrás das grades.

Champion-Cain não contestou as acusações que lhe foram feitas, e admitiu culpa em fraudar comerciantes que buscavam licença para vender álcool, vendendo empréstimos em dinheiro que, no fim, não passavam de furada.

O FBI a classificou como a maior autora de um esquema Ponzi da história, e Hollywood já pensa em transformar a saga daquela que já foi chamada de “Bernie Madoff de saias” em filme. Champion-Cain, aliás, poderá contribuir para a produção de tal longa.

Dizem que alguns bandidos costumam ser traídos pelo ego, e parece que esse foi justamente o caso de Champion-Cain. Certa de que jamais seria descoberta, ela tentou, por último, contrair um empréstimo de US$ 150 milhões (R$ 826,6 milhões) para bancar suas fraudes, e foi então que sua casa caiu, já que os bancos têm seus meios de averiguar certas coisas. Certamente, daria um ótimo filme.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Dia 16 de Abril

Dia 16 de Abril

Corte de patriarcas Já mencionamos esta exposição antes, mas vale a pena destacar a obra “Old People’s Home”...

Instagram

Twitter