sede Facebook
Foto: Airbnb

Casa que serviu como a primeira sede do Facebook na Califórnia está à venda por R$ 27 milhões

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

Razoavelmente modesta para os padrões americanos, uma residência de quatro quartos que fica em Los Altos, na Califórnia, foi colocada à venda recentemente por um valor que poderia ser considerado “acima do normal” por alguns corretores de imóveis – US$ 5,3 milhões (R$ 26,8 milhões) -, exceto pelo fato de ter sido o primeiro quartel-general do Facebook.

Rebatizada como Meta, a holding que é hoje uma das empresas mais valiosas do planeta, controla o Facebook, o Instagram, o WhatsApp e a Oculus Rift, e tem valor de mercado de mais de US$ 533 bilhões (R$ 2,7 trilhões).

Construída em 1998 por sua primeira moradora e atual dona, Judy Fusco, a propriedade foi alugada em 2004 por Mark Zuckerberg e Dustin Moskovitz, ambos com 19 anos na época, e Sean Parker, que então tinha 24, todos cofundadores da companhia. A casa servia tanto de residência quanto como local de trabalho e, de vez em quando, palco de festinhas com atrações que quem assistiu ao filme “A Rede Social”, de 2010, sabe muito bem quais são…

Fusco decidiu vendê-la com o objetivo de lucrar com esse provenance, e em entrevista para o “New York Post”, ela explicou como foi fechado o negócio de 18 anos atrás com Zuck e companhia. “O Mark [Zuckerberg] nem entrou pra ver como era por dentro, só o Dustin [Moskovitz] e o Sean [Parker] fizeram isso”, lembrou a proprietária do “HQ” original do Face, rebatizado Meta no fim do ano passado.

“Eu perguntei o que ele [Zuckerberg] fazia e sua resposta foi algo como ‘estamos construindo um negócio aí pra conectar o mundo'”, contou Fusco ao “Post”, citando ainda que na ocasião dessa conversa o agora multibilionário usava sandálias, bermudas e seu icônico moletom com capuz. “Então disse que não me importava com isso, mas se eles atrasassem o aluguel, seriam despejados”.

Ao ouvir isso, segundo Fusco, Zuckerberg puxou a carteira e assinou na hora um cheque de adiantamento no valor de US$ 10 mil (R$ 50,6 mil), suficiente para cobrir o aluguel de alguns meses.

E mais: a ex-senhoria do trio, que apelidou sua moradia coletiva/escritório “Casa de Facebook”, revelou também que foi procurada várias vezes por Parker para investir em seu negócio, que naqueles tempos ainda engatinhava, mas sempre se negou a fazer o que possivelmente poderia ter lhe rendido uma fortuna, ou quem sabe até mesmo o título de bilionária. “Imagino que não nasci pra entrar na história”, Fusco brincou com o pessoal do “Post”.

Você também pode gostar