Brad Pitt
Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images

Brad Pitt quer levar Angelina Jolie a júri popular em briga judicial por vinícola francesa

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0

O processo de difamação movido por Johnny Depp contra Amber Heard mal chegou ao fim, com vitória do ator, e uma nova batalha judicial envolvendo um outrora casal de Hollywood ainda mais famoso começa a tomar forma em clima de salve-se quem puder.

Dessa vez, o imbróglio em questão é a rixa entre Angelina Jolie e Brad Pitt pela propriedade da vinícola Chatêau Miraval que os dois compraram juntos em 2008, quando formavam o par romântico da vida real mais famoso do mundo, por US$ 28,4 milhões (R$ 138,3 milhões).

Conforme GlLMRM contou em fevereiro, o problema é que Angie tinha acabado de vender sua participação de 40% na propriedade que fica na região de Correns da França, em um negócio que deu à fabricante de champanhes e vinhos um valor de mercado de US$ 164 milhões (R$ 798,5 milhões).

O comprador da fatia da estrela foi o bilionário russo Yuri Shefler, dono da fabricante de bebidas alcoólicas Spi Group S.à R.L., que tem sede em Luxemburgo, e Pitt só ficou sabendo da transação quando todas as assinaturas necessárias para concluí-la já haviam sido providenciadas.

Por causa disso, o astro acredita que foi prejudicado, por nem sequer ter sido consultado por Jolie antes que ela se desfizesse de seus 40% no Miraval, o que afirma ter ferido seu direito de preferência para comprar a parte da ex. Em razão disso, o galã da telona deu entrada no começo do ano em uma ação judicial contra a mãe de seus seis filhos por “danos infligidos” no Tribunal Superior de Los Angeles.

Na época, todo mundo achou que eventualmente eles se entenderiam e fechariam um acordo extrajudicial, mas nessa semana Pitt ordenou seus advogados a darem entrada na papelada burocrática para que o caso vá a júri popular, e ainda ajuizou um pedido para receber uma indenização multimilionária pelo prejuízo que acredita ter tido.

Se for aceito pelos juízes que cuidam da briga nos tribunais deles, esta poderá se tornar uma das maiores envolvendo celebridades desde o julgamento de O. J. Simpson, que parou os Estados Unidos no fim dos anos 1990, inclusive com a possibilidade de ser transmitido pela televisão. Sem falar que hoje em dia as redes sociais tornam qualquer pequeno atrito em polêmica, ainda mais quando os envolvidos são os mesmos que fascinaram o público com seu romance à la conto de fadas.

Você também pode gostar