Cheia de bossa, designer carioca Chris Guimarães abre seu closet para a J.P

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
Chris Guimarães na revista Joyce Pascowitch de setembro

Como boa carioca que é, a designer Chris Guimarães adora um mix de acessórios e reconhece o valor de looks confortáveis e despretensiosos (Por Kanucha Barbosa, para a revista Joyce Pascowitch de setembro).

A designer carioca Chris Guimarães, 50 anos, podia até ter dúvidas em relação  ao futuro profissional, mas a verdade é que seu destino já estava traçado. Quando ainda era criança, sua mãe, Silvia, tinha uma confecção de roupas. Já na adolescência, seu padrasto era dono de uma fábrica de seda. “Fiz faculdade de direito e psicologia, mas acabei mergulhando na moda quando criei uma linha de agendas com capas de seda para ganhar um dinheiro extra. Vendi superbem”, lembra. Desde então, técnicas artesanais e matérias-primas nobres fazem parte de sua história. Ao lado da amiga Andrea Prado, ela foi a responsável por montar a Grã, marca de acessórios cool. “As peças eram sucesso nas lojas da Dias Ferreira, tinham aquele jeitão de carioca, com materiais que sempre gostei como palha e couro lavado.” Para tristeza das fãs, o ateliê fechou em 2010, época em que se casou com o empresário José Maurício Machline, criador do Prêmio da Música Brasileira.

Mas Chris não conseguiu ficar muito tempo longe da moda. Há cerca de três anos, abriu um escritório de consultoria de estilo em casa, em uma rua cheia de vizinhos artistas no Jardim Botânico. Desde 2013, ela também assina linhas exclusivas para a multimarcas Dona Coisa com a etiqueta Estúdio Grã. “Neste mês, vamos lançar a segunda coleção. Teremos um modelo de bolsa único, mas com várias versões e materiais, algumas são pintadas à mão por artesãos convidados, outras feitas de matérias-primas como crochê. Tudo inspirado nos anos 1920”, avisa.

Viciada em acessórios, Chris adora colecionar bolsas, sapatos e bijuterias. “Tenho um acervo enorme que juntei ao longo dos anos, garimpando em brechós, trazendo de viagens. São peças que transformam o look.” Já na hora de escolher suas roupas, ela prefere o conforto e a despretensão. É fã de marcas mais autorais: Gilda Midani, Sonia Pinto, Marisa Ribeiro estão entre suas preferidas. “Tenho o estilo um tantinho alternativo, assim como o meu modo de vida.”

Você também pode gostar