Publicidade

Dizem que a maior tendência da moda hoje é não seguir tendência, o que eu acho ótimo, já que faz com que as marcas ousem um pouco mais na criação de uma história própria em vez de pegar o camimho fácil da reprodução de ideias e tendências internacionais.

A semana de moda carioca mostra que as marcas no Rio ainda estão nessa fase, com coleções muito semelhantes, que olharam para o trabalho das mesmas grifes (Lanvin, Givenchy, Balenciaga). O jornalista Godfrey Deeny, do “Financial Times”, me disse que, de fato, faltava mesmo um “brazilian twist” às coleções mostradas durante o Fashion Rio.

Aconteceu diferente com a SPFW em que marcas apostaram em ideias diferentes e respeitaram seu DNA. Seja ele comercial ou autoral, o que importa é que muitas foram sinceras a sua própria história. Os melhores desfiles foram:

ALEXANDRE HERCHCOVITCH FEMININO

Looks de Alexandre Herchcovitch

HUIS CLOS

Delicadeza e elegância nas roupas da Huis Clos

REINALDO LOURENÇO

Trabalho de cores e texturas na coleção de Reinaldo Lourenço

OSKLEN

Experientações, 3D, cubismo e arquitetura renovam a cara da Osklen

MARIA BONITA

Simplicidade com rigor arquitetônico na Maria Bonita

Entre as ideias que surgiram na passarela, as que mais se evidenciaram são: 

Bordados, pedrarias, paetês, franjas e canutilhos são alguns os recursos usados para ornamentar as roupas. Enriquecem o look com brilho e texturas diferentes

Muitas formas de brilhar

O preto domina, mas o off white, o verde oliva, o cinza e o rosa pálido também tem um espacinho na cartela de cores

Gloria Coelho, Wilson Ranieri e Huis Clos apostam em cores mais claras

Rigor no design: formas estruturadas aparecem como um desejo forte em marcas preocupadas com design e inovação, como Osklen e Gloria Coelho. Ombros estruturados e cintura marcada também marcaram a temporada

Osklen, Gloria Coelho, Cori e Forum: formas experimentais na passarela

A alfaiataria aparece com referências militares, como no desfile de Reinaldo Lourenço, nos trench-coats da 2nd Floor e nos inúmeros paletós femininos, além de inspirar formas trabalhadas em outros tecidos

Reinaldo Lourenço, Simone Nunes, Herchcovitch e 2nd Floor investem na alfaiataria

Nunca se viu tanta mistura de materiais em uma mesma peça. Vimos combinações até então pouco exploradas, como renda e neoprene, na Rosa Chá. Couro e tricô também apareceu bastante.

Mistura de materiais apareceram em coleções, como Simone Nunes, Reinaldo Lourenço e Rosa Chá

por Camila Yahn

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Instagram

Twitter