Moçambique pelo olhar da figurinista e designer carioca Ju Gastin

24.02.2018  /  9:00

As viagens de férias da figurinista e designer Julia Gastin são como uma colcha de retalhos de inspirações: a cada carimbo no passaporte, ela coleciona ideias para dar vida às suas criações. O mais novo destino? Moçambique

Por Beatriz Manfredini para a Revista Joyce Pascowitch de fevereiro

 

Julia Gastin não poderia ter escolhido destino melhor para suas férias de verão neste ano. Figurinista da Globo de atrações como o Esquenta!, de Regina Casé, e o mais novo Lazinho com Você, de Lázaro Ramos, a também designer de bijoux viajou com sua trupe de amigos – leia-se Lu Lima, Olivia Camplez e Pedro Igor Alcântara – para Moçambique, na África, atrás de aventuras e, claro, muito inspiração. É que essa carioca é apaixonada por estampas étnicas e artesanato e roda o mundo garimpando peças e ideias que possam compor suas criações. Quando lançou sua marca de acessórios em 2015, por exemplo, foi em Salvador que encontrou os búzios que deram vida a colares, brincos e pulseiras que viraram hit – depois vieram materiais como figa, palha, pedras brasileiras e dentes de javali. “Mesmo quando a viagem tem um propósito de lazer, sempre procuro pesquisar e trazer ideias”, conta. No país africano, ela mergulhou na cultura local e encontrou tecidos para seu mais novo projeto: uma coleção de Carnaval em parceria com a marca Lab Collection, da estilista Monique Argalji. “Quis trazer um Carnaval afro, para sair um pouco dessa onda de bordado, tule e lycra que é moda no Brasil. O item mais legal é um top que pode ser amarrado de três maneiras diferentes.” Julia aterrissou na capital Maputo e seguiu para Ilha de Moçambique, Tenda, Ilha do Ibo e Quirimbas e aqui entrega para a J.P o que encontrou por lá. Vem!

PASSEIOS

“Ilha de Moçambique foi o lugar que mais gostei de todos que visitamos. Fizemos um passeio de barco para uma praia paradisíaca. Foi maravilhoso porque montaram uma estrutura e fizeram um churrasco de frutos do mar para o nosso grupo, ali na areia mesmo, na beira do mar.”

CULINÁRIA


“Na Ilha de Moçambique tem um restaurante lindo, todo feito de bambu, de uma mulher chamada Sara. Lá é tudo simples e tradicional, mas ela é tão incrível que até ganhou um curso para estudar culinária na Itália. A especialidade são comidas feitas com alga. Eu amei o prato sirisiri, que é feito com alga, castanha e frutos do mar.”

MOÇAMBIQUE É COOL


“No país não tem banner, placa, patrocínio de grandes marcas, nada. É como se tudo fosse antigo. E as cores dos lugares também são lindas, tem muito rosa nas casas. É interessante porque é tudo meio descascado, afinal, eles vivem com o que têm.”

MODA


“O que mais me impressionou é a forma como as pessoas se vestem. Elas fazem combinações de cores inusitadas e incríveis: misturam xadrez e listras, com todo o tipo de estampa. São três ou quatro na mesma produção e fica lindo!”

COMPRAS


“Adoro ir a lugares alternativos buscar referências para a minha marca. Acho que a ideia de viajar para Nova York, Europa e pegar algo que já existe e replicar no Brasil está saturada. Gosto de buscar coisas diferentes. Dessa vez, comprei principalmente pau-preto, um material com o qual fazem miçangas, e muitos tecidos com padronagens, estampas e cores diferentes.”