10.02.2015  /  17:02

Missoni pode ser vendida. Fique por dentro dos detalhes

532583181DP00071_MISSONI_SH
Angela Missoni nega interesse em vender a maison || Créditos: Getty Images

Cresceram os rumores de que a Missoni pode ser vendida. Segundo o site “WWD”, apesar de Angela Missoni – presidente e herdeira da etiqueta – negar qualquer interesse, fontes confirmaram que a marca entrou no mercado por US$ 1.13 bilhão (cerca de R$ 3,2 bilhões) alguns meses atrás. Para completar, as fontes também entregaram que Luca, irmão de Angela, e filhos de Vittorio Missoni estão interessados em venderem sua parte da empresa – ao todo, 66.6% da marca.

Duas tragédias na família Missoni em 2013 podem ser o motivo pelo qual a maison está aberta a negociações: a morte de Ottavio Missoni, cofundador da empresa, e Vittorio Missoni, “embaixador” da Missoni. Mayhoola for Investments, dona da Valentino, certa vez demonstrou interesse em comprar a Missoni. Assim como o ex-presidente da Fiat e atual presidente da Alitalia, Luca di Montezemolo, junto do filho dele, Matteo, por meio da investidora da dupla Charme Investments. Porém, Qatari fund é vista como a mais interessada.

Em tempo: atualmente, Missoni está sem CEO, pois o contrato de Alberto Piantoni, que expirou em dezembro do ano passado, não foi renovado. Angela Missoni disse ao “WWD” que está atrás de um substituto. Além disso, Diane Levbarg, vice-presidente da Missoni nos EUA, deixou a marca no fim do ano passado para investir em sua empresa de consultoria. Vale lembrar que a linha M Missoni foi comprada por Mayhoola em 2012, como parte do Valentino Fashion Group adquirido pela investidora.