17.08.2017  /  16:33

Milionário malaio que enganou DiCaprio e meia Hollywood está sumido há dias

Jho Low com o rapper Ludacris || Créditos: Getty Images

Ninguém sabe o paradeiro de Jho Low, o polêmico milionário da Malásia que teria desviado US$ 4,5 bilhões (R$ 14,3 bilhões) do fundo soberano do país e usado o dinheiro para bancar seu alto estilo de vida, não raramente na companhia de astros e estrelas de Hollywood para os quais distribuía agrados. Na segunda-feira, um pedido de prisão dele foi arquivado em um tribunal superior malaio junto com um outro, para que ele seja oficialmente investigado por lá.

O milionário já é alvo de um processo movido pelas autoridades da Califórnia, que o acusam de usar parte do dinheiro lavado para investir em produções de Hollywood como o filme “O Lobo de Wall Street”, estrelado por Leonardo DiCaprio, com quem chegou a ensaiar uma amizade, e até para comprar um jatinho e um quadro original de Pablo Picasso. Os advogados dele negam qualquer irregularidade cometida pelo cliente.

Low passou boa parte dos últimos meses vivendo escondido em seu megaiate, que foi visto pela última vez no dia 12 desse mês, na ilha paradisíaca de Koh Rong, no sul do Camboja. Do tipo flamboyant, ele já presenteou Miranda Kerr com mais de US$ 8 milhões (R$ 25,3 milhões) em joias, embora a supermodelo já tenha devolvido os mimos para agentes federais americanos, e tentou convencer a estrela pop taiwanesa Elva Hsiao a se casar com ele a enchendo de colares da Chopard. (Por Anderson Antunes)