31.10.2020  /  9:00

Michael Jordan doa mais de R$ 40 milhões para construção de clínica voltada ao atendimento de vulneráveis

Michael Jordan
Michael Jordan || Créditos: Reprodução

Se para muitos americanos a ideia de ter um sistema público de saúde universal ainda é motivo de discussões, para Michael Jordan o que importa é construir hospitais. Primeiro e, por enquanto, único atleta bilionário da história, o ex-jogador de basquete americano doou recentemente US$ 7 milhões (R$ 40,4 milhões) para a construção de uma clínica particular voltada ao atendimento de pessoas sem condições de pagar por um plano de saúde.

A clínica será erguida em North Charlotte, cidade do estado americano da Carolina do Norte, e assim que pronta sua gestão será assumida pela gigante do setor Novant Health, que pretende tocá-la como uma ONG sem que os tratamentos nela oferecidos tenham qualquer custo para seus futuros pacientes.

A propósito, Jordan – cuja fortuna é estimada em US$ 1,6 bilhão (R$ 9,2 bilhões), muito mais do que a de qualquer outro astro dos esportes – também doou todos os royalties que embolsou até agora com a exibição da série documental “A Última Dança”, produzida pela Netflix, para a caridade. Coisa de uns outros US$ 4 milhões (R$ 23,1 milhões). (Por Anderson Antunes)