Anna Wintour || Créditos: Getty Images

Met Gala 2021 é confirmado para setembro e exposição será dividida em duas partes. Aos detalhes!

1 Compartilhamentos
1
0
0
0
0
0
Anna Wintour || Créditos: Getty Images

Depois da edição de 2020 ter sido cancelada por conta da pandemia, o The MET Gala está confirmado para este ano. O Metropolitan Museum of Art confirmou nesta segunda-feira alguns detalhes do baile e das exposições do The Costume Institute: “América: A Lexicon of Fashion” e “America: Uma antologia da moda”. O concorridíssimo evento de moda terá um clima privé, com menos convidados, o que promete impactar a cobiçada lista de Anna Wintour, e está marcado para 13 de setembro, dependendo das diretrizes do governo.

No dia 18 de setembro rola a inauguração da mostra “América: A Lexicon of Fashion” que ficará no espaço Anna Wintour Costume Center do Costume Institute, e vai explorar a moda americana moderna. Neste caso, a curadoria apresentará uma tradicional casa americana construída com paredes transparentes que vão invadir todos os cômodos. As criações de moda dos séculos 20 e 21 vão refletir os costumes e comportamentos dos habitantes imaginários dessa casa. Além disso, serão ressaltados os primeiros designs de roupa esportiva fazendo contraponto a criações de um grupo diversificado de estilistas mais novos para mostrar como a moda do país mudou de acordo com sentimentos contemporâneos como medo, conforto, ansiedade, bem-estar, solidão, felicidade, pertencimento, autorreflexão e mais.

Já a segunda parte, “América: uma antologia da moda” tem inauguração no dia 5 de maio de 2022 na sala American Wing do museu. A mostra vai explorar o desenvolvimento da moda americana com exposição de trajes históricos e contemporâneos, femininos e masculinos, do século 18 até o presente. Serão mais de 300 anos do ‘american lifestyle’ em histórias pessoais e políticas, do estilísmo ao cultural, do estético ao ideológico.

As exposições poderão ser vistas até 5 de setembro de 2022. “Esta exposição em duas partes considerará como a moda reflete noções em evolução de identidade na América e explorará uma infinidade de perspectivas por meio de apresentações que falam sobre algumas das complexidades da história com um poderoso imediatismo”, explicou Max Hollein, diretor do Met.