13.05.2020  /  10:38

Mesmo adiado, Met Gala de 2020 gerou mais de R$ 145 mi em valor agregado de mídia na internet

Em 2019, looks excêntricos marcaram o Met Gala || Crédito: Instagram

Adiado em março por causa da pandemia de Covid-19 e ainda sem uma nova data definida, o Baile do Met desse ano – que teria como anfitriões Nicolas Ghesquière, diretor de criação da Louis Vuitton, Meryl Streep, Emma Stone e Lin-Manuel Miranda – meio que rolou na internet. É que de acordo com a consultoria americana DMR Group, que analisa a performance online de grandes marcas e acontecimentos, o gathering número um da moda gerou o equivalente a € 22,79 milhões (R$ 145,4 milhões) em valor agregado de mídia entre os dias 22 de abril e 5 de maio.

Com menções em mais de 100 mil sites e 25 mil contas de redes sociais durante o período, o “Met Gala” de 2020 foi particularmente forte no Instagram, Twitter e afins, plataformas nas quais gerou o equivalente a € 19,99 milhões (R$ 127,5 milhões) em valor agregado de mídia. O tema desse ano do encontro de fashionistas que sempre acontece na primeira segunda-feira de maio – “About Time: Fashion and Duration” (“Sobre o Tempo: A Moda e Sua Duração”, em tradução livre) – também rendeu muito assunto no mundo virtual.

A propósito, a exposição de mesmo nome que seria aberta no Metropolitan Museum de Nova York no começo do mês já foi reagendada para 29 de outubro, e por conta disso deverá ser estendida por mais alguns meses além do que foi inicialmente programado. Até lá, lives e coisas do tipo para promover a mostra serão produzidas por seus organizadores, e muitas provavelmente contarão com o envolvimento de celebridades. Afinal, o show não pode parar! (Por Anderson Antunes)