13.10.2020  /  10:08

Meghan Markle é clicada a bordo de camiseta e máscara em homenagem a Ruth Bader Ginsburg

Meghan Markle e, no detalhe, a duquesa com Harry e as peças empoderadoras || Créditos: Reprodução

Meghan Markle deu uma amostra de seu lado feminista nesse fim de semana, ao ser fotografada durante uma caminhada pelas ruas de Los Angeles a bordo de uma camiseta com as iniciais de Ruth Bader Ginsburg, a lendária juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos que morreu no mês passado e deixou um legado de luta pelos direitos das mulheres. E a duquesa de Sussex combinou sua T-shirt com uma máscara que continha a inscrição “When there are nine” (“Quando tiverem nove”), em referência a um discurso de Ginsburg no qual ela disse que só se daria por satisfeita em sua cruzada empoderadora quando visse a mais alta corte dos EUA, que tem apenas nove cadeiras, sendo ocupada apenas por juízas.

Ambas as peças eram da Etsy, e custam US$ 25 (R$ 139) e US$ 16 (89), respectivamente. Acompanhada do marido, o príncipe Harry, em seu outing por LA, Markle começa a semana com as notícias sobre o lançamento de um livro a seu respeito nos EUA ganhando as páginas da mídia americana. Assinada por Lady Colin Campbell, a obra intitulada “Meghan and Harry: The Real Story” (“Meghan e Harry: A História Real”) e publicada em junho no Reino Unido a trata como uma pessoa viciada em holofotes cujo maior sonho seria se tornar a mulher mais famosa do mundo.

Em tempo: a autora do “tell-all” é a mesma que lançou em 2008 um livro sobre uma alpinista social que se casa quatro vezes e em todas fica viúva, sendo que seus maridos morreram em circunstâncias misteriosas. Na época, Lily Safra considerou que a trama criada por Campbell era um malicioso roman à clef inspirado em sua vida, e a processou por difamação. No fim, a escritora aceitou fazer alterações na história para evitar que seu trabalho fosse retirado das livrarias por ordem judicial. (Por Anderson Antunes)