23.07.2016  /  12:18

MC Guimê abre o jogo sobre a casa de 2 milhões, assédio, amor e ostentação

MC Guimê
MC Guimê || Créditos: Maurício Nahas/Revista PODER

MC Guimê, mais conhecido como MC ostentação, se apresentou na noite dessa sexta-feira no Club Noir, em Curitiba, e Glamurama aproveitou para bater um papo após a apresentação. Marcado para as 2 da manhã, o show só começou mesmo 45 minutos depois, isso porque o staff do MC já estava a postos, mas ele ainda não estava pronto. Uma vez no palco, Guimê contagiou o público e, por quase uma hora, colocou os mais de 300 convidados para dançar ao som de hits próprios e clássicos do rap e do funk nacional. Aproveitou a data para lançar em primeira mão a música “Viva La Vida”, feita em parceria com a dupla Tropkillaz – em menos de dez horas, o novo single já contabilizava mais de 50 mil vizualizações no Youtube.

Noivo da cantora Lexa, Guimê acaba de comprar uma casa de 2 milhões no Cidade Jardim, em São Paulo. “Já estou morando, ainda estou decorando, estamos naquele processo de deixar a casa com a nossa cara. Faz mais ou menos oito meses que procuro a casa ideal, me apaixonei pelo imóvel e recentemente consegui me mudar pra lá”, diz o cantor, que não tem pressa para oficializar a união. “Não temos ainda uma data certa, estamos nos programando para casar daqui a um ano e meio, no máximo dois”, explica.

Sobre o assédio feminino recorrente nos shows, Guimê mantém uma postura profissional. “Encaro como um trabalho. Há quatro anos faço shows regularmente e desde esse momento da minha vida, existe um amadurecimento profissional, e como ela [Lexa] também é cantora, também sofre com o assédio dos fãs. Trabalhamos e lidamos com isso de uma forma natural”, diz o MC com seu tom pausado que é completamente oposto a sua irreverência e descontração no palco. Fora dos holofotes, a ostentação dá lugar a uma personalidade tranquila e superprofissional.

Prestes a lançar seu primeiro CD, com 14 faixas – que deve chegar às lojas até outubro -, o cantor conta com participações pra lá de especiais, como Negra Li, Marcelo D2, Mister Catra e, claro, a noiva, que não poderia estar fora do projeto. Para finalizar, a pergunta que faz parte do DNA do moço: o que é ostentação para ele? Responde sem hesitar. “Minha ostentação é mostrar onde cheguei, minha superação de chegar e ter vindo até aqui, e esse lance de ostentar a vida e seus bens materiais, é como se fosse um grito de liberdade, nada além de ter chegado onde queria e olhar pra frente querendo ainda mais”, resumiu antes de se despedir e deixar a casa noturna depois de atender mais de 30 fãs, com fotos, abraços e muita simpatia. E mostrando que ostentação mesmo é ser cool. (Por Matheus Evangelista)

Abaixo MC Guimê posa de homem de negócios para a revista PODER. Só seguir a seta…