04.05.2020  /  9:00

May The 4th Be With You: Relembre os personagens não humanos queridinhos dos fãs de Star Wars

Chewbacca, C3-PO, Yoda, BB-8 e R2-D2 são personagens indispensáveis para a saga

Para os fãs de Star Wars, o dia 4 de maio é quase um feriado ‘não oficial’ para comemorar a importância da franquia criada por George Lucas. O trocadilho foi feito a partir da frase mais famosa do filme: “May the force be with you” (“Que a força esteja com você”), que se tornou “May the 4th be with you”. Desde 2011, todos os anos a data é celebrada na internet e em eventos organizados por fãs ao redor do mundo. E é claro que, nessa época, grandes nomes da saga são homenageados, como Leia, Luke, Darth Vader e Han Solo. Mas, muito além dos personagens principais, Star Wars se destaca por seus integrantes ‘não humanos’, que também são queridinhos do público. Afinal, o que seria do Luke sem o treinamento do Yoda? Ou da Princesa Leia sem a ajuda de R2-D2 e seu companheiro, C3-PO? Relembre!

Yoda

Yoda é um dos personagens mais importantes da saga. O pequeno alienígena verde, que nunca teve a sua raça definida, foi um sábio Mestre Jedi que liderou o Conselho de Jedi em grande parte da saga. Além disso, Yoda conhece e treina Luke Skywalker para ser o futuro da Ordem, após a sua quase completa destruição no filme “Star Wars: a vingança dos Sith”, de 1983.

View this post on Instagram

Try not… #StarWars #ThrowbackThursday #Yoda

A post shared by Star Wars (@starwars) on

R2-D2 e C3-PO

O robô, que carrega a famosa “mensagem” da Princesa Leia, é uma das estrelas de “Star Wars: Uma Nova Esperança”, 1977, ao lado de C3-PO, seu companheiro de aventura. Juntos, eles acompanham a Princesa Leia, Luke, Han Solo e Chewbacca na luta contra o lado negro da força. Os droides, inclusive, seguem na saga atual de Star Wars e sempre trazem nostalgia quando aparecem em cena para ajudar Rey (Daisy Ridley).

View this post on Instagram

C-3PO and R2-D2, the best droid duo in the galaxy.

A post shared by Star Wars (@starwars) on

Chewbacca

É quase impossível imaginar Han Solo sem Chewbacca ao seu lado nos filmes. A dupla que guiou os protagonistas na espaçonave Millenium Falcom é da raça Wookie, do planeta Kashyyyk. E Chewie é um dos personagens preferidos dos brasileiros: o melhor amigo de Han Solo é o mais pesquisado no nosso país. Ao todo, o seu nome foi inserido no Google 54,7 mil vezes, ultrapassando até mesmo Darth Vader. Recentemente, o intérprete do wookie, Peter Mayhew, morreu e deixou todos de luto. Chewbacca é realmente um personagem inesquecível!

Jabba, the Hutt

Nem todo mundo gosta dele, mas a verdade é que Jabba, the Hutt, é um personagem importante também. Ele é citado várias vezes por Han Solo, além de sequestrar a Princesa Leia. E, caso você não tenha notado, Jabba pode ser visto dando início à corrida de pods vencida por Anakin Skywalker.

Ewoks

Os Ewoks são parecidos com bichinhos de pelúcia, mas, na verdade, esses animaizinhos são uma tribo de caçadores inteligentes. Para quem não se recorda, os ewoks apareceram no filme “Star Wars: O Retorno de Jedi”, 1983, em que eles ajudam a Aliança Rebelde na Batalha de Endor.

BB-8

O novo robô de Star Wars, que apareceu em “Star Wars: O Despertar da Força”, em 2015, conquistou o coração dos fãs rapidinho. O droide esférico consegue se comunicar com quase todas as espécies da galáxia, inclusive humanos. Além disso, ele protagoniza vários momentos engraçados. Não tem como não amar.

Porgs

Os Porgs também são novidades dessa geração de filmes da saga. Os bichinhos, que são uma espécie de ave marinha, vivem em Ahch-To e aparecem em cena no filme “Star Wars: Os Últimos Jedi”, de 2017. Na trama, eles encontram o sabre de luz de Luke Skywalker e dão um show de fofura quando encontram Rey (Daisy Ridley, protagonista dos novos filmes).

Menção honrosa: Jar Jar Binks

Antes tarde do que nunca. Nós sabemos que os fãs de Star Wars querem esquecer o Jar Jar Binks, considerado um desastre de roteiro, mas o personagem da raça Gungan merece seu espaço aqui. Atrapalhado, ele realmente não faz nada de útil e tinha o objetivo de servir de alívio cômico para a trama de “Star Wars: A Ameaça Fantasma” (1999). A verdade é que não deu muito certo, mas fica aqui o nosso reconhecimento.