30.09.2015  /  12:04

Mark Zuckerberg na mira dos sermões de Angela Merkel. O motivo?

urn:newsml:dpa.com:20090101:150926-90-016844
Angela Merkel dando uma bronquinha em Zuckerberg || Créditos: Getty Images

A descompostura que a chanceler alemã Angela Merkel passou em Mark Zuckerberg no último sábado, quando cobrou publicamente o fundador do Facebook por ações mais enérgicas no controle dos comentários xenófobos postados na rede social sobre a crise dos refugiados na Europa, acabou criando uma situação delicada para ele. Embora Zuckerberg seja solidário ao pedido de Merkel, qualquer tentativa de controle de postagens por parte dele poderá ser interpretada também como uma violação à liberdade de expressão. Isso sem falar que outros grupos e pessoas, principalmente políticos, poderiam requerer o mesmo tratamento em relação aos posts contrários a eles e suas ideias.

De qualquer forma, Zuckerberg já organizou um grupo no Facebook para tratar especificamente do assunto. Ainda sobre a bronca de Merkel, a cena aconteceu durante um almoço promovido pelas Nações Unidas, durante o qual ela foi ouvida perguntando para Zuckerberg sem cerimônia se ele “está trabalhando” no controle dos posts. Pego de surpresa, ele respondeu apenas que “está olhando o assunto com atenção”. (Por Anderson Antunes)