07.05.2021  /  18:40

Marina Person fala de maternidade, pandemia e mais em live com Joyce Pascowitch: “Aprendi com minha mãe que no fim tudo vai dar certo”

Às vésperas do Dia das Mães, Joyce Pascowitch e Marina Person conversam sobre maternidade, cinema e vida na pandemia em live para o shopping Pátio Higienópolis. Marina, que é diretora, atriz e apresentadora, tem Lina, de 15 anos, sua enteada desde os 2, e compartilhou um pouco do que traz dos ensinamentos de sua mãe. Aos highlights da conversa!

MÃE E MATERNIDADE

“Quando meu pai morreu eu tinha entre 6 e 7 anos. Então, minha mãe foi mãe e pai desde que me lembro. Ela tinha só 29 anos com duas filhas e um teatro para administrar – o Auditório Augusta, que foi fundado pelo meu pai e era o ganha-pão da casa. A vida dela virou de cabeça pra baixo naquele momento e ela nunca reclamou. Aliás, esse é um ensinamento que tenho muito forte em mim: a vida é essa, o que nos foi dado é isso e não dá para ficar brigando com o destino. Tento passar isso diariamente para a Lina. Não é para considerar as coisas ruins que nos acontecem como injustiças. A vida tá aí, sabe? Outra coisa que aprendi com ela e passo para frente é a certeza de que tudo vai dar certo no final. Isso me traz tranquilidade!”

A VIDA NA PANDEMIA

“Confesso que achei que esse ano íamos estar mais acostumados. Mas, não. Quando percebemos que a coisa não ia voltar ao normal tão cedo foi um baque. Ano passado teve o negócio da descoberta e do medo: de pegar, de não ter trabalho, de faltar dinheiro. Mas agora, a sensação é diferente. De novo já é abril? Existe um cansaço… E as perdas ficam mais evidentes, mais duras, fora o número de mortes que é uma tragédia.”

Para conferir o papo na íntegra, play: