28.05.2017  /  8:08

J.P: Maria Helena Pessôa de Queiroz Campos abre seu closet. Vem cá!

Maria Helena usa vestido Etoile, pulseira Ju Gastin e tênis Superga || Foto: Camila Svenson
Maria Helena usa vestido Etoile, pulseira Ju Gastin e tênis Superga || Foto: Camila Svenson

A criatividade está no passado e no presente de Maria Helena Pessôa de Queiroz Campos, que abandonou o Direito para abrir sua charmosa marca de álbuns de fotografias. Mergulhada em um mundo cheio de referências artísticas, a carioca sabe como montar looks básicos com deliciosos toques de loucura

Por Kanucha Barbosa para Revista J.P de maio de 2017 || Fotos Camila Svenson

Com a facilidade de tirar milhares de fotos a qualquer hora, a quantidade de cliques no dia a dia acabou se tornando inversamente proporcional ao apego que temos por eles. Pensando em não deixar a arte de montar um bom álbum de fotografias morrer (nada de pastinhas no celular), a carioca Maria Helena Pessôa de Queiroz Campos criou a MH Handmade Memories, com peças no formato de table book para serem expostas e folhas de papel costuradas em linho. Na MH, todas as etapas são feitas pela moça, que embora tenha cursado Direito na FGV do Rio de Janeiro e feito mestrado na Duke School of Law, nos Estados Unidos, percebeu, em 2016,  que sua paixão estava mesmo no artesanato. “Na infância, sempre fiz aulas que ensinavam artes manuais. De uns tempos para cá, comecei a sentir a necessidade de entrar em contato com esse lado criativo, não mais como hobby, e sim como profissão”, explica Maria Helena a J.P em seu apartamento em São Paulo, onde mora atualmente com o marido.

No melhor estilo chic sem esforço, ela nos conta que adora arte (os livros estão por toda a casa) e que filmes famosos pelo figurino estão na lista dos preferidos, como My Fair Lady (1964) e Sissi (1955). Sua mãe também é uma grande referência. “Ela nunca foi de seguir tendências, pelo contrário, sempre optou por peças atemporais. E, como foi modelo internacional, acabou tendo acesso a roupas incríveis, com as quais eu adorava brincar.”

Tênis (os da Superga são seus queridinhos), camisas, camisetas podrinhas, vestidos soltos, blazers, jaquetas de couro e jeans estão em suas produções para o dia. Para quebrar a seriedade, acessórios mais “crazy”, como ela diz, são frequentemente recrutados. “À noite, adoro saltos bem altos, que deixam a postura elegante”, completa. Isabela Capeto, Patricia Viera, Paula Raia, Etoiles, Marcela B., Egrey, Marni, Jil Sander, Acne, Stella McCartney e Zara são as labels que marcam presença em seu guarda-roupa. Abaixo, conheça um pouco mais do universo de referências de Maria. Inspiração é o que não vai faltar.

UNIVERSO PARTICULAR

Beleza: “Não abro mão  do creme para a região dos olhos Redermic Hyalu C, da La Roche-Posay, e do Mouthwash da Aesop. Durante o dia, uso apenas corretivo da Laura Mercier, blush da M.A.C e Bepantol nos lábios. Quanto menos, melhor”

A vantagem de morar em São Paulo é…: “A cidade não para e é isso que eu adoro. Tem sempre algo interessante acontecendo, pessoas com histórias inacreditáveis”

A melhor parte de voltar para o Rio: “Sem dúvida, estar com minha família e amigas da vida inteira”

Restaurantes: “No Rio, adoro o Irajá e o Le Blé Noir. Em São Paulo, Maní, Vecchio Torino, Le Jazz e Ohka”

Museus: “Musée d’Orsay e Musée de l’Orangerie, em Paris”

Artistas: “Jackson Pollock e Henri Matisse”

Cabeceira: “Paris É Uma Festa, A Sombra do Vento, Crime e Castigo, O Amor nos Tempos do Cólera…”

Som na caixa: “Ella Fitzgerald, Tom Jobim, Amy Winehouse, Black Eyed Peas, Madonna, The Killers… Tudo depende do humor”

Um sonho…: “Viajar para a Indonésia”