24.05.2019  /  16:47

Maria Fernanda Cândido fala para o Glamurama como é concorrer à Palma de Ouro em Cannes

“O Traidor” concorre a prêmio em Cannes || Assessoria e Soraya Ursine

Tem Brasil brilhando em Cannes, sim! Uma coprodução entre Itália, Alemanha, França e Brasil está concorrendo à Palma de Ouro no 72ª Festival de Cannes, na França. O filme “O Traidor”, que conta a história de um dos maiores mafiosos da Itália, Tommaso Buscetta, estreou nessa semana e foi aplaudido de pé pela plateia. Dirigido por Marco Bellocchio, tem Maria Fernanda Cândido no elenco. Ela vive a mulher do protagonista, interpretado pelo ator italiano Pierfrancesco Favino. Glamurama conversou com a atriz sobre essa experiência.

Glamurama: No filme você vive a esposa de um dos maiores mafiosos da Itália, em um ambiente de machismo e submissão. Como é fazer esse papel em tempos de empoderamento feminino?
Maria Fernanda
: No filme a representatividade feminina é sufocada pelo machismo. Como na vida, não há garantias. Em um mundo dominado pela ganância e pela violência, em que o feminino tem pouca ou nenhuma voz, o resultado é desolador.

Glamurama: Qual a sensação de estar em uma produção que concorre à Palma de Ouro em Cannes?MF: O Festival de Cannes sempre apresenta o melhor do cinema mundial. Fazer parte de um filme que está concorrendo na mostra competitiva é de uma alegria absoluta. Só estar entre os selecionados já é uma vitória.

Glamurama: Além de ‘O Traidor’, quais seus planos para 2019? Alguma previsão de voltar à TV?
MF
: Por enquanto não tenho planos para televisão. Meu próximo lançamento nas telonas, além de “O Traidor”, que estreia no segundo semestre,  é “A Paixão Segundo G.H”, de Luiz Fernando Carvalho, no qual faço a protagonista e tem previsão de lançamento para 2020. (por Luzara Pinho)