30.05.2018  /  10:58

Marca hypada promove demissão em massa e causa intriga, enquanto busca novos sócios. Entenda!

Carol Lim e Humberto Leon || Créditos: Getty Images

Cabeças estão rolando na Opening Ceremony, que só na semana passada demitiu 23 funcionários, sendo quatro deles estilistas contratados há anos. Em um comunicado à imprensa, a marca hypada fundada pela dupla Carol Lim e Humberto Leon em 2002, que fica no Soho, em Nova York, informou que os cortes têm a ver com seu novo plano de negócios “para focar em objetivos administrativos”. Desde o começo do ano, Lim e Leon buscam mais um investidor além do fundo Berkshire Partners, que se juntou a eles em 2014.

Uma fonte anônima que testemunhou as demissões, no entanto, contou ao “New York Post” que ninguém recebeu aviso prévio sobre a perda de emprego e todos os que foram pra rua ouviram apenas que não deveriam esperar receber qualquer tipo de auxílio financeiro, algo que contrasta coma cultura de “família” que a Opening Ceremony sempre promoveu entre seus colaboradores.

“Tomamos a decisão de simplificar alguns de nossos departamentos para maximizar eficiência e alinhar melhor nossa base de custos com nosso crescimento”, Lim e Leon disseram na nota que está sendo entendida pelo mercado como um claro aceno a um possível novo sócio. “A mudança sempre acompanha o crescimento e nossos objetivos são ambiciosos”. Além da Opening Ceremony, os dois também dão as cartas na Kenzo, que pertence ao gigante francês LVMH. (Por Anderson Antunes)