20.04.2019  /  9:00

Marca de Martha Stewart, diva das donas de casa dos EUA, é vendida por mais de R$ 800 milhões

Martha Stewart || Créditos: Reprodução

A marca homônima criada no começo dos anos 1990 por Martha Stewart, a diva das donas de casa dos Estados Unidos, trocou de dono pela segunda vez em menos de quatro anos nessa semana, ao ser comprada por US$ 215 milhões (R$ 839,1 milhões) pela empresa americana do setor de licenciamentos de produtos para o lar Marquee Brands. O valor ficou bem abaixo dos US$ 353 milhões (R$ 1,38 bilhão) que Stewart embolsou em meados de 2015 quando vendeu o negócio que a consagrou como uma das empreendedoras americanas mais famosas para a Sequential Brands, que atua no mesmo segmento da Marquee.

A diferença, acreditam analistas de mercado, se deve ao fato de que em hoje em dia há cada vez menos pessoas (mulheres, principalmente) interessadas em cuidar do lar e coisas do tipo como já foi mais comum em outras épocas, e portanto o principal ramo de atividade da Martha Stewart Living Omnimedia (MSLO) pode estar ameaçado.

Como ainda tem sua imagem atrelada à maioria dos produtos e serviços da companhia icônica, que já teve até as ações negociadas na bolsa de valores de Nova York, Stewart continuou recebendo royalties da Sequential e o mesmo deverá ocorrer na nova fase da MSLO sob o guarda-chuva da Marquee. No ano passado, esses pagamentos renderam cerca de US$ 6,6 milhões (R$ 25,7 milhões) para a apresentadora que renovou a forma de fazer culinária na televisão, e que já foi membro do clube dos dez dígitos mas hoje em dia tem na conta estimados US$ 300 milhões (R$ 1,17 bilhão). (Por Anderson Antunes)