22.02.2020  /  9:00

Marca de lingerie de Rihanna é alvo de queixa registrada na Comissão Federal de Comércio dos EUA

RiRi em campanha de sua marca || Créditos: Reprodução

A Savage x Fenty, marca de lingerie criada por Rihanna e voltada para mulheres “fortes e duronas”, está sendo acusada nos Estados Unidos de se “engajar em marketing enganoso e práticas comerciais ilegais”. A alegação partiu de dirigentes da TruthinAdvertising.org, uma ONG que “vigia” empresas americanas que vendem produtos e serviços pela internet. Já o motivo da discórdia tem a ver com um valor de US$ 49,95 (R$ 216,91) referente a um plano de fidelidade que supostamente é cobrado mensalmente nas faturas dos cartões de créditos de algumas das clientes virtuais que já compraram as roupas íntimas desenhadas por RiRi, e ao que parece sem o conhecimento delas.

Em razão disso, a tal ONG registrou nessa semana uma queixa contra Savage x Fenty na Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) de Santa Cruz, na Califórnia, onde fica o quartel-general da empresa. A cantora não é citada na ação, mas várias supostas vítimas da má prática dão suas versões nela. Casos parecidos foram reportados ao pessoal da FTC nos últimos anos, sendo o mais polêmico o de uma fabricante de suplementos para perda de peso que oferecia verdadeiros milagres com seus produtos e acabou levando uma multa de US$ 46,5 milhões (R$ 203,8 milhões) pela propaganda enganosa. (Por Anderson Antunes)