08.03.2019  /  9:00

Marca americana de lingerie que celebra “mulheres reais” levanta mais de R$ 200 mi com investidores

Mais mulheres reais, menos supermodelos: essa é a fórmula de sucesso da ThirdLove || Créditos: Reprodução

A ThirdLove, aquela marca de lingerie americana que tem feito barulho nas redes com campanhas que celebram as mulheres “reais”, levantou US$ 55 milhões (R$ 205,6 milhões) em uma rodada de investimentos que aconteceu na semana passada e elevou seu valor mercado para perto da desejada cifra de US$ 1 bilhão (R$ 3,73 bilhões). Até então, os valores arrecadados pela empresa com investidores externos somavam US$ 13,6 milhões (R$ 50,8 milhões).

Fundada por Heidi Zak em 2013, a ThirdLove se tornou uma das principais concorrentes da Victoria’s Secret no território das vendas online, o preferido das consumidoras mais cheinhas. A própria Zak costuma dizer em entrevistas que sempre foi uma cliente frustrada da VS, já que nunca encontrava nas lojas da gigante das calcinhas e sutiãs peças que se encaixassem em seu corpo e só conseguia isso na internet.

“O foco da ThirdLove é promover e vender realidade ao invés de apenas fantasia”, a renomada investidora Anne Wojcicki, uma das colocou dinheiro na ThirdLove, disse sobre a companhia que encerrou 2018 com receitas de US$ 160 milhões (R$ 598,2 milhões). “Além disso, é um negócio que celebra a espetacular beleza de todas as mulheres em suas formas, tamanhos e cores diferentes”. (Por Anderson Antunes)