24.04.2017  /  13:06

Mansão onde Marilyn Monroe morreu é colocada à venda por mais de R$ 21 mi

 Marilyn e a casa que comprou no início de 1962 || Créditos: Getty Images/Divulgação
Marilyn e a casa que comprou no início de 1962 || Créditos: Getty Images/Divulgação

A mansão onde Marilyn Monroe morreu foi colocada à venda por US$ 6,9 milhões (R$ 21,6 milhões). Localizada no luxuoso bairro de Brentwood, em Los Angeles, a residência de quatro quartos construída no estilo hacienda espanhol foi comprada pela atriz no início de 1962, e portanto meses antes da morte dela, em agosto do mesmo ano, quando foi encontrada já sem vida em seu quarto pelo psiquiatra e amigo Ralph Greenson, no que mais tarde foi classificado como um “provável suicídio” pelas autoridades.

A propriedade já trocou de donos inúmeras ocasiões e chegou a pertencer ao ex-casal de atores Michael Irving e Veronica Hamel. Apesar de ter sido reformada várias vezes ao longo dos anos, mantém um sofisticado sistema de telefonia que Marilyn mandou instalar logo que se mudou para lá, quando temia estar sendo vigiada por agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos a mando do então presidente John Kennedy. (Por Anderson Antunes)