10.10.2014  /  11:56

Malvino Salvador fala sobre a paternidade e o novo trabalho no tablado

Malvino Salvador e Kira Gracie

Glamurama foi conferir a estreia de “Chuva Constante”, com Malvino Salvador, nessa quinta-feira no Teatro Leblon. Depois da peça, a gente bateu um papo com o ator, que interpreta um policial pai de família com métodos questionáveis, que nunca consegue uma promoção, é tido como racista e se envolve com uma prostituta, o que acaba afetando a segurança – e a saúde – de sua mulher e seus filhos pequenos e gera um embate com seu parceiro de trabalho.

Construção do personagem

“É um personagem intenso e debochado, completamente diferente de mim. Não sei como foi o resultado para a plateia, mas estou me sentindo muito bem no palco. Sou pai, então compreendo o amor que ele sente pelos filhos, o desespero e a vontade de lutar pela família dele”.

Paternidade

Quando o assunto é Ayra, sua filha recém-nascida, Malvino, sempre arredio para falar de “vida pessoal”, se derrete todo. “Ela é tranquila e está muito linda. Só quero voltar pra casa logo para vê-la”. Kyra Gracie, a mãe da menina de apenas um mês, não tem do que reclamar. “Ele já era pai [de Sofia, fruto de um relacionamento breve], então é bem mais experiente. Troca fralda, põe pra arrotar e foi ele que deu o primeiro banho. Só tento não acordá-lo durante a noite porque chega tarde, por conta da peça”. Com quem a pequena parece mais? “Eu acho que é a cara da mãe, ele acha a cara do pai”, nos disse a lutadora.

* Em tempo: o ator vai precisar administrar bem seu tempo com a caçula porque vem mais trabalho por aí. “Vou filmar ‘Qualquer Gato Vira-Lata 2’, com a Cleo Pires e o Dudu Azevedo, em novembro”. (Por Michelle Licory)