09.04.2016  /  10:15

Maitê Proença desafia indústria farmacêutica. Glamurama explica!

Maitê Proença || Créditos: Juliana Rezende
Maitê Proença || Créditos: Juliana Rezende

Tudo começou com um papo nosso com Maitê Proença sobre um assunto que já virou até clichê: como mesmo, com o passar dos anos, ela continua tão linda? “Sabe o que é? Sou superalérgica. Nem sabonete de glicerina eu posso. Então meu segredo deve ser ao contrário: o que eu não faço na minha pele. Vocês botam esses venenos que prometem milagres mas agridem seu baço, rim, fígado… Aquela química entra pelos poros e invade seu sistema metabólico. Maquiagem, creme… Tudo isso intoxica. Se você não passa, se poupa. Os indianos acreditam que a gente só deve usar na pele o que possa comer. Sabonete é só nas axilas e nas partes íntimas!”

Maitê, vai dizer que nunca usou botox? “Não, eu já usei, mas no momento não estou mais com isso, não tenho nada”.  E a alimentação? “Sou bastante hedonista. Acredito no prazer, e no prazer de comer. Comida tem que ser bonita e gostosa, então não me privo de nada, mas se você passar um mês na minha casa vai emagrecer. Terá feito um detox! E tomando vinho, bebendo cerveja, comendo chocolate. A única coisa é que escolho os melhores produtos. Compro tudo orgânico… Sou seletiva com a matéria-prima, entende? Isso não é agora que está na moda. Faço há 40 anos”. (por Michelle Licory)