Mais jovem do que nunca, Vera Fischer faz revelações em papo com a J.P

03.06.2018  /  9:00

Vera Fischer está se sentindo mais jovem do que nunca. Culpa da turma de Malhação, com quem acaba de contracenar após um intervalo de seis anos longe da TV. E também do canal do YouTube Vera Fitness, que deve estrear em breve na internet. São tantos projetos em 2018… Com o astral lá em cima, ela revela que sua melhor versão é agora, aos 66 anos, e que a balança virou sua #bff. Rindo alto a cada pergunta,  fala ainda dos vícios, das extravagâncias e muito mais.

Por Fernanda Grilo para a Revista J.P 

J.P: Qual sua melhor versão?
Vera Fischer: Essa aqui. 6.6 a todo vapor.

J.P: Gosta de ser chamada de musa até hoje?
VF: Sim e é ótimo. Posso ser musa em todas as fases da minha vida. Aos 66 não posso ser uma musa de 20, mas posso ser uma musa de 66 anos.

J.P: Envelhecer então…
VF: É maravilhoso.

J.P: Mas mudaria algo em você?
VF: Não sinto essa vontade. Mudei quando quis mudar.

J.P: Então, qual a sua melhor qualidade?
VF: É saber que tenho defeitos. Perfeição demais me deixa desconfiada.

J.P: Tem alguém que gostaria de ser?
VF: Vera Fischer.

J.P: O que faz com o seu dinheiro?
VF: O que dá (rs). Em tempos difíceis da economia do mundo é melhor ter cuidado com o fruto do seu trabalho.

J.P: Uma extravagância?
VF: Perfume e joias. Tentação difícil de resistir. Quando dá,  eu sempre compro.

J.P: Seu momento mais brilhante.
VF: Um só? Difícil. Um deles na carreira foi me inscrever no Miss Brasil. Na vida pessoal foi ter meus dois filhos. Esses foram brilhantes.

J.P: Está pronta para ser avó?
VF: Sim, muito! Sou louca por um neto, mas acho que ainda vai demorar. Meus filhos não querem saber de filho agora não.

J.P: O que faltou para ser Miss Mundo?
VF: Os jurados me elegerem, né?

J.P: Melhor conselho que já ouviu?
VF: Ganhe o Miss Brasil.

J.P: Melhor conselho que já deu?
VF: Se ame, se ame muito, antes de amar alguém, se ame primeiro. Sigo à risca.

J.P: Vive em briga com a balança?
VF: Que nada. Somos amigas. Quando ela me desafia eu me mexo.

J.P: O que te faz quebrar a dieta?
VF: A dieta (rs). Ninguém gosta muito, né? Hoje em dia, busco mais a reeducação alimentar e não mais dietas loucas que prometem tudo.

J.P: Um talento que ninguém conhece?
VF: Minhas saladas orgânicas. Ali sou cozinheira de mão-cheia. Não há quem resista.

J.P: Vício?
VF: A companhia dos meus filhos. Sofro quando viajam, vão morar em outra cidade, é uma peleja. Os outros eu larguei todos (rs).

J.P: Como se livrar dos vícios?
VF: Olha só, você acorda, olha bem para sua cara no espelho e diz: “Chega disso, né!?”. Mas isso acontece quando se quer de verdade se livrar deles.

J.P: Se arrepende de algo?
VF: De nada! Se fiz está feito, se fizer algo que faça mal a alguém corrijo e sigo aprendendo. Não tem ninguém perfeito neste mundo.

J.P: O que não sai da sua cabeça?
VF: Meus personagens. Quando estou estudando, envolvida, não consigo pensar em outra coisa.

J.P: Momento de mau humor?
VF: Quando me acordam de forma bruta, de qualquer jeito. Sono é algo sagrado.

J.P: Relacionamento abusivo.Como sair dessa?
VF: Com coragem, sempre.

J.P: O que gosta da vida moderna?
VF: Gosto da vida. O tempo passa e cada vez mais gosto dela e de todas essas facilidades, como o Instagram. Agora é fácil acompanhar o que os fãs falam da gente todos os dias.

J.P: Do que sente saudade?
VF: Meu olhar é no presente e para o futuro. Do passado eu sinto amor pelo que amei. Saudosismo não é muito a minha cara.

J.P: Cena hilária da vida real?
VF: Eu fazendo boxe. Me divirto muito, fico toda suada, cabelo desarrumado, soco naquele
negócio que fica pendurado.

J.P: Qual a maior mentira que já contaram sobre você?
VF: E mentira tem tamanho? Mentira é mentira e acho muito feio quando inventam coisas.

J.P: Quem não entra na sua vida?
VF: Quem não me faz bem.

J.P: O que falta fazer na vida?
VF: Falta viver os próximos anos da minha vida! Todos, intensamente.