Mais gato do que nunca, Malvino Salvador faz ensaio para a PODER e fala de seu personagem em ‘A Dona do Pedaço’: “Agno conseguiu tocar o público”

20.11.2019  /  9:00

Malvino Salvador // Fotos Guilherme Lima

Como Agno de ‘A Dona do Pedaço’, Malvino Salvador vive seu primeiro personagem homossexual, “um presente”, como diz, do autor Walcyr Carrasco. Feliz com a aceitação do público – e até com algumas tietagens mais saidinhas dos homens –, ele também se dedica no dia a dia a uma academia Gracie, que toca junto com a mulher, Kyra Gracie, da nova geração da família dos reis do jiu-jítsu brasileiro

por aline vessoni fotos guilherme lima styling samantha sczerb

Em ‘A Dona do Pedaço’, novela das 9 da Globo, o ator Malvino Salvador dá vida a Agno, um pai de família casado com Lyris (Deborah Evelyn). No início da trama, não se sabia ao certo por que Agno vivia fugindo da mulher. Mas eis que o personagem saiu do armário e assumiu um relacionamento homossexual com Leandro, interpretado por Guilherme Leicam. O ator confessa que Agno e sua esperada revelação foram um verdadeiro presente do autor Walcyr Carrasco. “Acredito que o Agno chegou na hora que eu tinha maturidade profissional para viver esse personagem sem estereotipá-lo. Se tivesse acontecido antes, eu talvez o encarasse com outra visão e não conseguisse chegar a fundo no que esse personagem é”, diz.

O público também pareceu gostar. Salvador afirma que é interpelado cotidianamente por pessoas de várias idades que apoiam a história de amor de Agno e Leandro. “Elas torcerem para eles ficarem juntos é o mais bacana. Eu percebo que o personagem conseguiu tocar o público e ajudou a acabar com o preconceito de certas pessoas.” O último capítulo da novela está programado para ir ao ar nesta sexta, por isso Salvador já está se despedindo de Agno. E no momento não há novos projetos em vista. Surgiram alguns convites para teatro, mas o ator optou por se dedicar a certos assuntos pessoais, como cuidar da academia de jiu-jítsu Gracie Kore, que toca no Rio em parceria com a esposa, Kyra Gracie.

“É espetacular. A gente leva lá o jiu-jítsu de competição, mas também o de defesa pessoal, que era o forte da primeira academia Gracie, dos mestres Carlos e Hélio Gracie”, conta o ator, que é apaixonado e adepto de esportes variados desde os 6 anos. Chegou a praticar natação, judô e também jiu-jítsu. Um ano antes de conhecer Kyra, aliás, havia voltado para os tatames: “Não teve jeito, eu que já gostava do esporte entrei para a família, e o jiu-jítsu é a alma dos Gracie. Não tinha como eu não me envolver novamente com esse esporte”, diz ele, que do casamento com Kyra tem duas filhas, Ayra e Kyara, que já foram iniciadas nas artes marciais. Salvador também é pai de Sofia, fruto do relacionamento anterior com a empresária Ana Ceolin.