30.11.2017  /  12:26

Dinâmica e otimista, 4ª edição da BrazilFoundation arrecadou R$1 milhão

Sophie Charlotte, Flavia Alessandra e Deborah Secco || Créditos: Bruna Guerra

A 4ª edição do gala BrazilFoundation aconteceu na noite dessa quarta-feira na Casa Fasano, em São Paulo. Os mais de 500 convidados foram surpreendidos de cara pela cenografia impressionante: balões brancos formavam uma nuvem única que flutuava sobre as mesas e o palco em formato 360º montado bem no meio do salão. A instalação e o décor levaram assinatura da Ayrosa Design. Marcada para começar às 21h, a noite seguiu pontual e, diferente de outros anos, mais animada – algumas mudanças foram os responsáveis por isso, como o palco secundário do salão e a escolha dos apresentadores, que não se limitaram ao programa. Sophie Charlotte e Flavio Canto abriram os trabalhos e anunciaram os dois homenageados da noite – Claudio Haddad, da Insper, e Eduardo Lyra, do Instituto Gerando Falcões, que levou 80 crianças e adolescentes do coral Tom Menor para uma rápida apresentação.

O clima otimista continuou com a participação da atriz Flavia Alessandra, embaixadora global do BrazilFoundation, que lembrou o compromisso da instituição, seus valores e responsabilidades antes de passar o bastão para Ingrid Guimarães, responsável por comandar o leilão, um dos momentos mais aguardados do evento. Miguel Falabella, anunciado no programa oficial como par de Ingrid, não apareceu. Leve e bem humorado, o leilão teve tom de stand up, com tiradas divertidas e irônicas que levaram os convidados às gargalhadas diversas vezes. “O leilão é o ápice da noite. Parem de comer e fazer stories. Foquem em mim”, brincava Ingrid. “Se estamos precisando de algo a mais nesse país é transparência, viemos aqui para beber ou doar? Quero todo mundo abrindo a carteira”, provocava ela.

Fernanda Motta, Mariana Weickert e Isabella Fiorentino || Créditos: Bruna Guerra

Ao anunciar a o lote “Amazônia Luxo” de três dias para duas pessoas arrematado por R$16 mil por Andrea e Alice Dellal, Ingrid alfinetou: “Ninguém viaja por viajar né gente, as pessoas viajam é para postar”. O combo guitarra autografada por Mariah Carey mais a possibilidade de ter uma gravação em sua secretária eletrônica com a voz de Hugh Jackman saiu por R$21 mil. Um quadro doado pelo designer Jean-Charles de Castelbajac foi disputado real a real por Marina Morena e Isabella Fiorentino, mas acabou nas mãos de outra fã do artista por R$40 mil. Pares de convites para o carnaval, prancha de surf de Gabriel Medina, macacão usado por Felipe Massa e até uma partida de tênis com Fernando Meligeni completavam os lotes. Além disso, Leona Forman, fundadora da BrazilFoundation, que não estava presente, comemorou 77 anos na noite da 4ª edição, e para homenageá-la, 11 doações de R$7 mil cada foram feitas por convidados, totalizando R$77 mil. Somando todos os valores, além das doações anônimas e a venda das mesas, a noite fechou com saldo positivo de R$1 milhão.

Tendo a Chanel como co-host pela terceira vez, a noite teve o brilho necessário para fazer barulho – Alice e Andrea Dellal estavam chiques, assim como Laura Neiva, Lalá Rudge e Sophie Charlotte, todas com looks da maison. Aliás, um dos assuntos da festa foi o visual novo de Sophie, que platinou as madeixas e dividiu opiniões. Lalá lamentava a ausência do namorado, o empresário Bruno Khouri, enquanto Renata Queiroz de Moraes, que anunciou esta semana o fim da sociedade com Sandro Barros, curtia sua nova fase às gargalhadas com amigos, poucas mesas de distância do ex-sócio. Maythe Birman foi a responsável por conseguir a guitarra autografada por Mariah Carey. “Somos bffs”, brincou.

Andrea Dellal, Marina Morena e Lea T. || Créditos: Bruna Guerra

E a turma caprichou no outfit. Lea T. foi de Givenchy, Fernanda Motta apostou em um Valentino e Ana Claudia Michels prestigiou Reinaldo Lourenço – todas lindas e animadas. Com jantar assinado pelo Buffet Fasano, champanhe Perrier-Jouët geladinho e vinhos do Clube de Vinhos by Philippe de Nicolay-Rothschild, o gala teve ainda show de Preta Gil, que arrastou o público para o gargarejo – e foi ali que todos ficaram até que a DJ Marina Diniz assumiu o comando das pick ups e botou todo mundo para dançar com um hit atrás do outro.

Com um mimo Chanel em cada uma das cadeiras, no fim da noite era possível ver convidados se retirando com mais de uma sacolinha em mãos, alegando que ‘a amiga pediu para levar’. Algumas pessoas, inclusive, não viram problema em sair com três de uma vez. Fato recorrente nesses eventos, já que o gift da edição passada – lenço da coleção desfilada em Cuba – virou motivo de briga… (Por Matheus Evangelista)

Glamurama mostra na galeria abaixo quem mais passou por lá. Vem…