16.05.2021  /  9:00

Maio é mês bom para… Revista J.P lista o que fazer para deixar os seus dias mais inspiradores e interessantes

Série ‘Foodie Love’, restaurante Camélia Òdòdó, begônia escargot e Cat Power // Reprodução

Maio chegou com tudo. Que tal arranjar uma planta nova para alegrar a casa, ou experimentar comidinhas naturebas, mas deliciosas? Revista J.P elegeu o que é bom para testar, comprar, assistir e ter neste mês. Maio é mês bom para…

  • Fugir para o meio do mato para praticar o que os japoneses chamam de shinrin-yoku, que pode ser traduzido como “banho na floresta”. É quando você se conecta plenamente com a natureza e consegue absorver suas imagens, sons e cheiros. Mais terapêutico, impossível.
  • Conhecer o lado infantil de Itamar Assumpção, que morreu em 2003, no livro ‘Homem-Bicho, Bicho-Homem’ (editora Caixote), com texto inédito do cantor e compositor e ilustrações de Dalton Paula.
  • Mais do que nunca, se empenhar, pesquisar bem e continuar ajudando quem tem fome e está sem poder trabalhar com doações para ONGs sérias. Entre nossas sugestões está o G10 Favelas. +g10favelas.com.br
  • Depois da maculata, pesquisar os novos modelos de begônias que vêm fazendo a alegria dos jardins internos nesta pandemia – a escargot também é linda.
  • Se render às confortáveis calças de tricô, que estão cada vez mais estilosas.
  • Se inspirar nos vídeos do YouTube da chef Paola Carosella e do marido, Jason Lowe, para cozinhar com mais leveza e humor.
  • Dar mais vida à decoração de casa com os pratos dourados assinados por Patricia Magano.
  • Testar a vaporização do útero, técnica milenar com água quente e ervas para benefícios físicos e emocionais. A Maria Nuvem tem um kit, com banquinho e tudo mais.
  • Ouvir a versão de ‘Stay’, de Rihanna, na voz de Cat Power – a canção cai feito mel na trilha sonora do filme austríaco ‘Quando a Vida Acontece’, da Netflix.
  • Mergulhar nas manias e anseios da família formada por duas adolescentes e um pai acumulador retratada no livro ‘Os Tais Caquinhos’ (Companhia das Letras), da cearense Natércia Pontes, autora também do elogiado ‘Copacabana Dreams’.
  • Reler ‘A Boneca no Bolso: Vasalisa, a Sabida’, um dos contos do clássico ‘Mulheres que Correm com os Lobos’, de Clarissa Pinkola Estés (Rocco), para ajudar a aguçar a intuição e fazer melhores escolhas. Luiza Helena Trajano sempre celebra a intuição como uma de suas mais importantes características.
  • Tentar entender o universo com o ‘Tarot Traço’, híbrido de obra de arte e oráculo, com ilustrações de Priscilla Menezes e direção visual de Luiz Wachelke. À venda no Instagram da @gralhaedicoes.
  • Maratonar a série romântica espanhola ‘Foodie Love’, da HBO – não tem melhor combinação do que comida e sexo.
  • Experimentar as comidinhas do novo restaurante da Bela Gil, Camélia Òdòdó, onde ela tem ajuda do marido e da filha, Flor.