13.02.2015  /  15:11

Mahamudra boy, Jonas quer se jogar no Carnaval

 

Jonas Sulzbach|| Créditos: Ali Karakas
Jonas Sulzbach embarcando no Glamurama Jet  ||Crédito: Ali Karakas

Quem vê Jonas Sulzbach, modelo, ex-BBB e membro assíduo do Mahamudra, deve achar que a vida dele se resume a seguir uma dieta rígida e fazer exercícios freneticamente. Nada disso – e ainda bem. A filosofia de vida que o gato preza o equilíbrio. Prova disso? Antes de embarcar no Glamurama Jet para Salvador, nessa sexta-feira, ele bateu um papo sem frescura com a gente:  “Não passo vontade. Tomo cerveja quanto sinto desejo e sem culpa”, disse. Confira o bate-bola:

Glamurama: Em suas palavras, o que é o Mahamudra?
Jonas Sulzbach: Resumidamente, não é só trabalhar o corpo, mas a mente e o espírito também. Valorizamos o lado espiritual, o exercício de mostrar gratidão. Incentivamos os nossos alunos a fazerem ações sociais e terem a noção da importância de ajudar, pelo menos uma vez por dia. É uma constante evolução.

Glamurama: Como é a sua dieta?
Jonas Sulzbach: Prezamos o equilíbrio. Não passo vontade. Tomo cerveja e não como só comida natural. Mas não exagero. E quando como ou bebo algo menos saudável, faço sem culpa. Você não vai ser uma pessoa pior porque bebeu cerveja. Se eu comer pizza hoje, gasto no treino do dia seguinte.

Glamurama: E a rotina fitness?
Jonas Sulzbach: As práticas do Mahamudra são completas. Iniciamos com yoga e depois partimos para o WOD ou workout of the day, que são exercícios funcionais e militares. A ideia é sair da zona de conforto. Também tem luta – muay thai e boxe -, e a prática termina com relaxamento, momento de mentalizar coisas boas para não passar o dia descontando decepções na família e no trabalho.

Glamurama: Qual é a sua receita para não sair do equilíbrio no Carnaval?
Jonas Sulzbach: Não passe vontade. Claro, não saia por aí feito um bebum, mas é Carnaval. Beba feliz, aproveite. Espero curtir muito com os meus amigos, não quero treinar muito (risos).

Glamurama: Que música você quer ouvir?
Jonas Sulzbach: Sou bem eclético. Se estou no Carnaval, gosto de axé. Mas curto sertanejo e eletrônico também.

(Por Manuela Almeida)