Inscrições podem ser feitas por meio do site || Créditos: Getty Images

Magalu, Bayer e EY: empresas lançam programas para incentivar diversidade em postos de liderança

21.09.2020  /  15:59

Inscrições podem ser feitas por meio do site || Créditos: Getty Images

O Magazine Luiza se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter durante o fim de semana por ter anunciado, na última sexta-feira (18), que está abrindo inscrições para seu programa de trainee 2021 exclusivo para pessoas pretas. A iniciativa aconteceu depois de a empresa observar que apenas 16% dos seus cargos de liderança eram ocupados por afrodescendentes. O objetivo do projeto é recrutar universitários e pessoas que tenham acabado de sair da faculdade de todo o Brasil para que eles possam ocupar altas posições mais rápido.

O salário oferecido é de R$ 6.600, além de planos médico e odontológico, bolsa de inglês, vales alimentação e refeição, passe para academia, participação nos lucros e outros benefícios. Interessados em se candidatar podem se inscrever pelo site da empresa. A diretora executiva de Gestão de Pessoas do Magalu, Patrícia Pugas, afirmou que a grande intenção da marca é ajudar na busca por igualdade de oportunidades e inclusão. “O Magazine Luiza acredita que uma empresa diversa é uma empresa melhor e mais competitiva”, disse.

Outra companhia que abriu inscrições para um programa de trainee com vagas exclusivas para profissionais negros foi a Bayer. Serão oferecidas 19 vagas de emprego com salários de até R$ 6.900. Para se candidatar, as pessoas devem ter graduação completa ou pós-graduação e devem ter concluído os cursos entre dezembro de 2017 e 2020. As inscrições vão até o dia 21 de outubro e podem ser feitas pelo site da empresa farmacêutica.

Também pensando na diversidade, a EY, líder em serviços de auditoria, consultoria, impostos, estratégia e transações lançou este mês no Brasil a Black Professional Network, uma iniciativa interna para promover o avanço em recrutamento, desenvolvimento profissional e retenção de profissionais negros, incluindo posições de liderança. O grupo, liderado por mulheres pretas, quer criar relacionamentos sólidos entre todos os colaboradores e reforçar a diversidade, consciência cultural, educação e excelência profissional. (Por Giorgia Cavicchioli)