Madonna, Katy Perry e mais na Marcha das Mulheres em Washington D.C.

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
cine-marcha
Madonna e Janelle Monae na Marcha das Mulheres em Washington, D.C. || Créditos: Reprodução Instagram

Nesse sábado, um dia após a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, milhões foram às ruas em várias partes do mundo para participar da Marcha das Mulheres, manifestação em prol dos direitos da mulher. Sucesso em sua totalidade, o manifesto reuniu 5 milhões de mulheres em todo o globo, sendo mais de 1 milhão apenas em Washington, D.C. – o berço da marcha [segundo publicado no site da marcha]. Na capital americana, um batalhão de estrelas, entre elas Madonna, Katy Perry, Scarlett Johansson, Blake Lively, Lizzy Jagger e Janelle Monae, tomaram as ruas com discursos engajados e bandeiras.

“Eu marchei por minhas filhas, por minhas amigas, por estranhas, por mim mesma, por Phoebe [cadeirante postada por ela na marcha] aqui nesta foto quem eu encontrei enquanto ela motivava todos que se aproximavam. Minha marcha não foi motivada pelo ódio. Estava enraizada em um fato muito simples – somos todos iguais. Acredito que todos podem concordar com isso. Obrigado a todos que marcharam em todo o mundo. Senti-me tão esperançosa e profundamente grata.”, disse Blake Lively em seu Instagram. 

Já a participação de Madonna, contou com a apresentação de suas músicas: “Express Yourself” e “Human Nature”. Antes disso, discursou, é claro. “Parece que todos tínhamos uma falsa sensação de conforto – de que a justiça prevaleceria e o bem ganharia no final”, começou ela. “Bom, o bem não ganhou nessa eleição. Mas o bem vai ganhar no final.”  Apesar de ter começado tranquila, seu texto ganhou força após os dois primeiros minutos. “Para nossos depreciadores, que dizem que esta marcha não vai dar em nada. f- you”, disse Madonna, repetindo o palavrão.

Mais tarde, após cantar para as manifestantes, voltou mais enfática. “Sim, estou brava. Sim, estou indignada.” Disse ela. “Sim, pensei muito em explodir a Casa Branca. Mas eu sei que isso não vai mudar nada.” Assista aqui ao discurso.

Acusada de promover violência em seu discurso, Madonna se justificou em seu Instagram nesse domingo dizendo que as pessoas devem ouvir seu discurso “em sua totalidade”, “ao invés de uma frase tomada fora do contexto”.

Abaixo, confira cliques e vídeos de discursos e pensamentos dessas poderosas mulheres na marcha.

[galeria]4434781[/galeria]