12.09.2011  /  17:30

Glamurama acompanhou, em NY, as homenagens às vítimas do 11/9

Foram muitas e muitas homenagens que marcaram os dez anos do 11 de setembro, nesse fim de semana. Glamurama, que está em Nova York, acompanhou de perto algumas delas. Uma das mais singelas e tocantes foi do Bryant Park, que, de sexta até ontem, expôs em seu gramado 2.753 cadeiras vazias, que representavam o número de mortos no atentado às Torres Gêmeas. Ao lado, americanos e turistas – que são muitos nesta época do ano – redigiam em uma máquina de escrever antiga o que mais marcou na ação.
* No sábado, o movimento já era intenso no Marco Zero, o lugar em que ficavam as Torres Gêmeas e no qual foi construído um memorial. Fitinhas brancas em lembrança às vítimas foram colocadas em volta da Saint Paul’s Chapel, bem próximo do Marco Zero. E houve até manifestantes contra Obama e contra George W. Bush, o presidente dos Estados Unidos na época dos atentados.
* No domingo, claro, todas as atenções ficaram em volta do Marco Zero, onde foi feita uma longa cerimônia de homenagem às vítimas, fechada para os familiares, com a presença do presidente Barack Obama e do prefeito de NY, Michael Bloomberg. Mais tarde, ao cair do dia, foi a vez de a emoção vir à tona novamente com os potentes feixes de luz, representando as antigas Torres Gêmeas. Uma das vistas mais bonitas era do Brooklyn, onde muita gente se postou para orar e se emocionar. Inesquecível.

Marco Zero: emoção em NY