07.05.2015  /  13:01

Luiza Jobim, Bem Gil e Alice Caymmi: memórias, talento, heranças

cine_fabi
Bem Gil, Alice Caymmi e Maria Luiza Jobim: no livro de Fabiane Pereira || Créditos: Divulgação

Fabiane Pereira lança nesta quinta-feira, pela editora Guarda-Chuva, o livro “Som & Pausa”, sobre a cena musical contemporânea carioca. “Sentia falta de um material que marcasse, de alguma forma, essa geração musical. Minha intenção foi potencializar essa safra de artistas independentes construída em torno de casas como a saudosa Cinemathèque, o Circo Voador e, mais recentemente, Audio Rebel e Comuna. Por isso, propus não só aos artistas, mas também aos produtores, pesquisadores e agitadores culturais, que escrevessem um texto ou fizessem uma ilustração sobre seus momentos de ‘som e de pausa’ para que, juntos, formássemos uma espécie de mapa musical carioca.”

Nas páginas, muitos “filhos de peixe”. Glamurama adianta um pouco dos pensamentos que alguns desses artistas dividiram com a escritora, também à frente do programa Faro, na rádio MPB FM.

Maria Luiza Jobim: “Depois de um tempo indescritivelmente longo, com o céu ainda escuro, ouvia o piano lá de baixo ressoando. Era meu pai, que acordava para aproveitar o sossego da casa para tocar em paz.”

Alice Caymmi: “Arte não é só talento. Nem genética. É um trabalho absurdo.”