26.04.2017  /  13:14

Luana Piovani e ação de Kadu Moliterno contra ela: “Não me arrependo”

Luana Piovani || Créditos: Juliana Rezende
Luana Piovani || Créditos: Juliana Rezende

Luana Piovani está morena – o visual é para “Amor Sem Fronteiras”, uma comédia romântica no cinema sobre um casal que se separa. No teatro, ela estreia no Rio no próximo dia 10 “E Se Eu Não Te Amar Amanhã”, também comédia romântica, também sobre um casal que se separa. A própria atriz se separou há pouco tempo, mas acabou reatando o relacionamento com Pedro Scooby, pai de seus três filhos. Esse monotema foi por acaso ou a vida acabou guiando essas escolhas profissionais? “Isso vem de um movimento feminino atual de questionamento, de entender que o casal é sócio, que homem não apenas ‘ajuda’, e que tem que estar bom para os dois, não só pra ele. E aí mais liberdade às vezes vem com menos tolerância. A minha foi uma separação que não deu certo, como nos falou o Pedro Bial”, respondeu, em entrevista ao Glamurama.

E por falar em movimento feminino, na onda da campanha #mexeucomumamexeucomtodas, que começou com a denúncia de assédio sexual contra Jose Mayer, Luana – que não foge de uma polêmica – botou Kadu Moliterno na mesma fogueira. “Kadu Moliterno, que já foi meu par, bateu na esposa. […] Eu não soube de condenação, ele continua trabalhando, fazendo novelas, posando com as novas namoradas”, disse a atriz em um vídeo.

Resultado: o colega entrou com três processos contra Luana, que já foi intimada a depor. “Não me arrependo de falar o que penso. Nem assim. É muito importante ter pessoas que falem o que precisa ser dito. Até quando é ruim, é bom, porque vem com um ensinamento. Aí não vira arrependimento, e sim aprendizado. Faço isso há muito tempo, primeiro no meu site, depois nas redes sociais e agora o veículo é meu canal no YouTube. Eu gosto. Gosto de me comunicar, prefiro o teatro que outras artes, por exemplo. Trocando experiências a gente aprende e ajuda o outro”, nos disse (por Michelle Licory).