16.10.2016  /  8:30

L’Oréal promete curar a calvície usando técnica com impressora 3D

a
A L’Oréal desenvolveu uma técnica a partir da qual já é possível criar folículos capilares biossintéticos por meio de uma impressora 3D | Crédito: Getty Images

Segue em ritmo acelerado nos laboratórios da L’Oréal, na França, o trabalho de pesquisa sobre um dos males cuja cura é buscada pelas indústrias farmacêutica e de beleza há mais de quatro décadas: a calvície, que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo. De todas as companhias que investem na pesquisa sobre o problema, a gigante francesa é a que mais se aproxima de uma solução.

Isso porque os cientistas da L’Oréal, em parceria com a empresa de biotecnologia Poietis, conseguiram desenvolver uma técnica a partir da qual já é possível criar folículos capilares biossintéticos por meio de uma impressora 3D, que podem ser aplicados no couro cabeludo de pessoas calvas com uma espécie de tinta retirada dos cabelos restante deles.

No passado, a L’Oréal já obteve sucesso com experiências de produção de tecido humano artificial, território que a companhia domina há mais de 20 anos. Atualmente, a técnica mais indicada para as pessoas que sofrem de calvície é o transplante capilar, que se mostra eficiente na maioria dos casos, porém é caríssimo. (Por Anderson Antunes)